3 passos iniciais para se adequar ao eSocial

Data 08/08/2016

A maior parte das empresas não está preparada para o eSocial. Essa é a conclusão da pesquisa conduzida pelo Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis (SESCON-SP). Apenas 4% das organizações participantes confirmaram estarem prontas. O novo cronograma prevê que a obrigatoriedade tenha início em janeiro de 2018, por isso é importante que as companhias comecem a se movimentar para adequar seus processos e sua rotina ao projeto.

O Banco Santander começou a planejar suas ações para o eSocial em 2013. De lá para cá, a instituição financeira conseguiu avançar em vários pontos. Quem dá mais detalhes dessa experiência é o Superintendente de RH do Santander, Manoel Jardim.

1 – Aderência ao layout

Segundo Manoel Jardim, a primeira ação realizada pelo Santander foi a análise do layout. “Identificamos os processos que seriam mais impactados e também fizemos uma avaliação dos dados. Procuramos separar em três grupos: os dados que tínhamos com garantia de qualidade; os que tínhamos, mas com qualidade duvidosa; e os que não tínhamos”, destaca o superintendente.

2 – Adequação de processos

A partir disso, o banco passou a adequar os processos às exigências dos layouts divulgados pelo governo federal. “Ajustamos processos e partimos em busca dos dados. Em maio de 2015, por exemplo, colocamos no ar uma nova versão do processo de admissão. As pessoas que foram admitidas a partir dessa data, já foram obrigadas a repassar ao RH todas as informações exigidas no eSocial. Também alteramos a maneira de captar os atestados médicos”, pontua Manoel Jardim.

3 – Governança corporativa

O superintendente ressalta que uma das questões cruciais do eSocial é a governança no ambiente corporativo. “Assim que o governo federal fechar e publicar o layout, a corrida será para alinhar a governança em cada uma das frentes de trabalho”, ressalta Manoel Jardim.

Notícias relacionadas:

Governo libera Qualificação Cadastral em lote do eSocial

A pejotização e o eSocial

O impacto do eSocial nos planos de cargos e salários

Compartilhe:

Comentários