4 erros críticos do RH na avaliação de desempenho

Data 03/10/2016

Não é novidade que a avaliação de desempenho é uma das ferramentas mais importantes para a gestão de pessoas. Por meio dela, é possível analisar o rendimento de cada funcionário, identificar as competências fortes e aquelas que precisam ser desenvolvidas, avaliar o nível de conhecimento e a necessidade de investir em treinamento, bem como identificar os gaps da liderança e corrigi-los.

Mas, na prática, nem sempre esse ciclo funciona corretamente e existem alguns motivos pelos quais isso acontece. Conheça os principais erros que o RH e as empresas, de forma geral, cometem ao executar a avaliação de desempenho:

1 – Não definir o objetivo e os critérios da avaliação

Realizar avaliação de desempenho apenas para cumprir o cronograma do RH é um dos erros cometidos pelas companhias. A avaliação precisa ter um objetivo específico e os fatores devem estar claramente definidos. Caso contrário, haverá erros de interpretação, o que pode ocasionar distorções nos resultados.

Por exemplo, para alguns líderes, ser pontual é estar no posto de trabalho exatamente no horário determinado, enquanto para outros, cinco minutos de atraso não causaria uma avaliação negativa. Distinguir o que é "atraso", por exemplo, seria um processo essencial para tornar tal item bem definido para os envolvidos.

2 – Deixar de engajar a liderança

O RH deve envolver os líderes constantemente no processo de avaliação de desempenho. Isso significa, que a área deve acompanhar o trabalho dos gestores, tirar dúvidas quanto ao formato do processo e identificar os pontos que podem contribuir para a ineficiência da avaliação. Além disso, é importante reforçar com a liderança que esse momento também serve para avaliá-los nos aspectos técnicos, emocionais e comportamentais.

3 – Não incentivar (e cobrar) o feedback

O feedback é uma etapa essencial da avaliação de desempenho. Na verdade, o processo só faz sentido se os líderes repassarem o resultado a seus colaboradores. Ou seja, sugerirem às suas equipes os aspectos que podem ser melhorados. Por isso, é fundamental que os funcionários entendam o que a empresa espera deles, para que consigam se desenvolver e atender às expectativas.

4 – Não usar os indicadores gerados

Os dados levantados na avaliação de desempenho são ricos, pois podem dar um panorama geral da companhia e dos seus colaboradores. É importante que essas informações sejam trabalhadas ao longo do ano. Para isso, vale a pena criar planos de ação com os pontos-chave e acompanhar o desenvolvimento desses indicadores mês a mês, por exemplo.

Esse post contém informações do site RH.com.br

Notícias relacionadas:

Aprimorar a avaliação de desempenho é mais do que descartar revisões anuais

Chefes e colegas podem ser aliados para corrigir falhas apontadas na avaliação

Em tempos de crise, como melhorar o desempenho da equipe e aumentar os resultados do meu negócio?

 

Compartilhe:

Comentários