Alta rotatividade pede ajuste no currículo, diz consultoria

Data 25/09/2012

Um levantamento interno da consultoria de recursos humanos Produtive, que atua em Porto Alegre e em São Paulo, sugere que as empresas estão substituindo em maior quantidade seus executivos, com prejuízo de novas contratações.

Isso significa que, depois de um ano com números superiores aos dos Estados Unidos e Europa, as diretorias se decepcionaram com os resultados e acabaram com a trégua em seus quadros de funcionários.

"Quem não está entregando [resultados] é substituído", diz Rafael Souto, presidente da Produtive.

Para quem busca vagas em nível intermediário, explica o presidente da consultoria, é importante não só enumerar os locais em que trabalhou, mas mostrar sua participação nos negócios, citando os projetos em que teve importância.

Já para quem está à procura de uma vaga em nível de alta gerência, a dica de Souto é citar no currículo e nas eventuais entrevistas de emprego dois resultados práticos de sua atuação em outra empresa.

"Um exemplo é um resultado obtido e a sua função nele, [a explicação] do que [a pessoa] contribuiu. E também um projeto proposto e executado", diz Souto.

 

*Essa notícia foi publicada no site da Folha de São Paulo, em  20/09/2012