Antigas tradições, ótimos resultados

Data 30/01/2012

 

Empresas apostam nas tradicionais ferramentas motivacionais ainda geram grandes resultados no rendimento dos colaboradores.

Premiar colaboradores já não é mais um diferencial dentro das empresas e sim uma necessidade. Para uma corporação obter resultados e atingir metas é essencial aderir programas de motivação e premiação. Porém, ao invés de investir em novas ferramentas motivacionais, as empresas estão apostando em tradicionais ações que ainda rendem excelentes resultados.

É o exemplo da Apolar Imóveis que há oito anos promove um encontro anual de vendas com o sorteio de um carro 0 km. "Queríamos algo grandioso para motivar os nossos mais de 700 corretores. Desde que passamos a sortear o carro notamos uma significativa mudança no comportamento dos nossos corretores que estão mais motivados. Dessa forma os resultados da empresa também aumentam", afirma Michel Galiano, superintendente da Apolar Imóveis.

Ainda na Apolar, uma antiga tradição da empresa está voltando à cultura da empresa. Nos anos 70 e 80, toda vez que um negócio era fechado, um sino era tocado dentro da empresa. Agora, os sinos estão voltando às mais de 60 franquias da empresa e tem feito sucesso entre os colaboradores. Na Bergus Corretora de Seguros, o sino também tocado a cada meta alcançada ou negócio fechado. Segundo o diretor superintendente da seguradora, Vladimir Sípoli, esta é uma forma de motivar os cerca de 50 colaboradores da empresa e também de informar e dividir mais uma conquista.

Segundo a consultora empresarial, leader & life coach e diretora da Bem-Estar Desenvolvimento Humano Daniela Zanuncini, "Ações motivacionais são mais importantes do que os empresários podem imaginar. Um colaborador desmotivado tem queda no seu rendimento e por sua vez contribui significativamente nos resultados da empresa.Vários colaboradores desmotivados podem gerar resultados negativos que comprometam o faturamento e/ou crescimento da empresa. Estabelecer, com freqüência, ações motivacionais, desde que bem fundamentadas e coerentes pode alavancar negócios, bem como o rendimento da equipe. Afinal, quem consegue, sem motivos para agir, agir com entusiasmo?"

Essa notícia foi publicada no RH Central, em 28/06/10.