APOSENTADORIA: Quase 70% dos segurados requerem aposentadoria ao receber aviso da Previdência

Data 03/02/2010

 

Quase 70% dos segurados que receberam a carta do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), comunicando a aptidão para se aposentarem por idade, requereram o benefício quando completaram a idade e o número de contribuições mínimas exigidas. Para o INSS, este é um importante indicador da eficácia do serviço iniciado em junho, com a expedição das primeiras cartas, cujo objetivo é informar aos segurados sobre seus direitos previdenciários.

Nos seis meses de vigência do novo serviço – de julho a dezembro do ano passado –, 5.894 requereram a aposentadoria depois de receberem o Aviso para Requerimento de Benefício, como é chamada a carta aos aposentandos. Foram despachados 8.431 documentos, apenas para aqueles segurados que mantêm o cadastro atualizado junto ao INSS. Os demais segurados que receberam a carta decidiram não se aposentar agora e seguiram contribuindo junto ao INSS.

A proporção entre homens e mulheres foi equilibrada. Entre os homens, 68,2% dos que receberam a carta requereram o benefício (2.273 pessoas). As mulheres foram em maior número, 71,1%, ou 3.621 seguradas.

A Previdência Social está enviando a correspondência aos homens que completam 65 anos e as mulheres que completam 60. Em ambos os casos é preciso ter 180 contribuições feitas ao INSS. O documento avisa que o segurado pode requerer sua aposentadoria – por agendamento eletrônico da Central 135 ou internet – a partir da data de seu aniversário. A carta é enviada no mês anterior ao aniversário.

Segurança – Além dos dados pessoais do segurado, como nome, Número de Inscrição do Trabalhador (NIT), data de nascimento e sexo, o Aviso para Requerimento de Benefício informa a quantidade de contribuições ao INSS e a estimativa da renda mensal da aposentadoria por idade, com base nos dados do Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS).

Quem não receber o documento, e tiver as condições para se aposentar por idade, deve providenciar a atualização de seus dados cadastrais junto ao INSS, agendando atendimento pela Central 135 ou internet. O Instituto lembra da importância do segurado informar seu novo endereço sempre que se mudar, pois todos os comunicados da Previdência Social são feitos por carta. Se a atualização desta informação não for imediata, não há como localizar o segurado e enviar com segurança qualquer correspondência.

Para proteger os cidadãos contra fraudes, o Aviso para Requerimento de Benefício contém um código de segurança. O número permite ao cidadão confirmar a autenticidade do documento. A confirmação deve ser feita pelo próprio segurado pela Central 135 ou no portal www.previdencia.gov.br.

Se optar pela Central 135, o segurado precisa escolher a opção 1 para falar diretamente com o atendente. Para manter a segurança do procedimento, o operador pode solicitar a confirmação de outros dados, além do código informado na carta. A ligação para a Central 135 é gratuita, se feita de um telefone fixo ou público, e custa o valor de uma ligação local, se feita de um celular.

Na internet, no campo Agência Eletrônica do Segurado, basta clicar em “Lista completa de serviços” e, em seguida, no atalho “Aviso para Requerimento de Benefício”. Além do código de segurança indicado no aviso, será solicitado ao usuário que digite seu nome, data de nascimento e CPF. Se os dados estiverem corretos, aparecerá uma mensagem confirmando que o documento foi realmente postado pelo INSS.

Essa notícia foi publicada no site da Previdência Social, em 02/02/10