Assertividade como competência de coaching

Data 01/02/2012

 

A Right Management realizou levantamento que aponta a assertividade como uma das características mais trabalhadas no processo de coaching.

A consultoria organizacional especializada em gestão de talentos e carreira, identificou que a assertividade é uma das características de maior demanda de desenvolvimento nos processos de coaching junto aos executivos do mercado. A falta de comportamentos assertivos pode ser observada na dificuldade apresentada por alguns executivos em comunicar-se com clareza e confiança, expressar pensamentos, sentimentos, opiniões, etc.

Lilian Wizenberg, consultora de Talent Management da Right, alerta para as consequências da falta de assertividade no dia-a-dia profissional, que podem gerar dificuldades na administração do tempo, direcionamento de equipes e estabelecimento de prioridades, além da falta de equilíbrio entre vida pessoal e profissional, dentre outros.

Um bom exemplo deste risco pode ser encontrado em situações nas quais um executivo, por falta de assertividade, deixa de colocar sua opinião em um momento propício para tal, perdendo, assim, oportunidades de exposição que poderiam lhe render força e melhor posicionamento junto aos pares, clientes e chefia.

"Saber dizer não a um pedido que não lhe agrade ou que não é possível realizar naquele momento, dar sua opinião mesmo que os outros não concordem, aceitar elogios, sentir-se bem falando a um grupo, são comportamentos que buscamos fortalecer, com frequência, nos processos de coaching que realizamos", afirma a consultora. Todavia, cabe ainda outro alerta trazido por Lilian: "Não vamos confundir assertividade com autoritarismo, agressividade, abuso do poder ou qualquer outra forma de desrespeito ao outro".

No processo de coaching, a assertividade é trabalhada por meio de reconhecimento do impacto ela traz para seus relacionamentos e resultados. Identificar os paradigmas construídos ao longo da vida pode auxiliar na compreensão de bloqueios da assertividade. "Durante o coaching trabalhamos as crenças que foram adquiridas no decorrer da vida e auxiliamos o executivo a questionar se ainda fazem sentido para ele ou não".

Para exercitar sua assertividade, o profissional deve estar atento às situações vivenciadas no dia-a-dia e trazer algum exemplo de situação que conseguiu agir de forma assertiva com sucesso. Desta forma, é possível descobrir o seu modus operandi, construindo o passo a passo da atitude para potencializá-la, perceber os benefícios para ele e para os outros e, finalmente incorporá-la ao seu dia-a-dia.

Essa notícia foi publicada no RH Central, em 08/04/10.