Brasileiro é um dos que menos se prepara para entrevista, afirma estudo

Data 20/11/2012

Uma pesquisa recente da consultoria Robert Walters revelou que os brasileiros se preparam pouco para as entrevistas de emprego, sendo que a maioria (71,2%) dedica menos de uma hora para a ação.

Nesse quesito de profissionais que usam menos de uma hora para se preparar– o Brasil foi o líder do estudo, que foi realizado no mês de setembro por meio do site da consultoria, com participação voluntária dos visitantes, e recolheu respostas de 2.500 pessoas de 20 países.

Já na avaliação dos profissionais que se preparam mais de uma hora, o país foi o último entre as nações.

Segundo Frédéric Ronflard, diretor geral da Robert Walters Brasil, a análise não focou no perfil desses respondentes, porém acredita que mais de 100 brasileiros com cargos de nível gerencial responderam quanto tempo dedicavam à preparação.

A maioria dos profissionais do Brasil (31,8%) se dedica entre 30 minutos e uma hora, 28,8% usam menos de 30 minutos e 10,6% não se preparam de nenhuma forma. Outros 12,1% usam entre uma e duas horas e 16,7% duas horas ou mais para a preparação.

Em comparação com outros países, ficamos bem atrás. A Irlanda foi a campeã de preparação, com 75% dos profissionais usando duas horas ou mais para estudar as empresas. Nos Estados Unidos, 41,3% das pessoas também se dedicam por duas horas ou mais.

"Acho que o brasileiro se prepara pouco, pois o mercado de trabalho está aquecido. Os irlandeses e americanos enfrentam uma crise, por isso eles têm menos chances de conseguir emprego", explica.

Mesmo assim, em países como África do Sul e Coreia as pessoas se preparam mais que no Brasil, sendo que 39% e 32,1% dos profissionais, respectivamente, usam duas horas ou mais para se aprontar.

"Também existe um aspecto cultural: o brasileiro encara a entrevista com menos medo e mais informalidade. São mais abertos para se relacionar", afirma.

No entanto, para ele, o ideal seria se preparar por mais de uma hora, buscando informações sobre a empresa, sua cultura e o seu mercado de atuação. "Faça uma boa pesquisa e perguntas na hora da entrevista. O recrutador verá que você está preparado e pronto para o trabalho."

 

*Essa notícia foi publicada no site Folha de São Paulo, em 14/11/2012