Como agradecer ou elogiar no ambiente de trabalho sem ser piegas

Data 01/02/2012

Mostrar gratidão não precisa ter data ou ocasião especial. Cumprimentos a respeito de uma tarefa bem realizada ou pela conquista de um projeto devem ser dados mesmo se a empresa tiver uma cultura organizacional mais rígida.

Romaly de Carvalho, professora de Etiqueta Empresarial da Fundação Getúlio Vargas (FGV), afirma que os bajuladores de plantão correm o risco de serem rotulados como pessoas falsas no ambiente de trabalho.

“Profissionais que dão presentes sem motivo ou supervalorizam as atividades dos chefes o tempo todo tendem a misturar as questões pessoais e profissionais. E acabam exagerando no marketing pessoal”, explica.

Uma maneira simples e eficaz de agradecer um cliente, colega de trabalho ou chefe é mandar um “muito obrigado” por escrito em um cartão ou por e-mail.

O mais importante é dar o tom do agradecimento correto, enfatizando os feitos e não se estender demais, para que o efeito não seja negativo.

Recomendações no LinkedIn, por exemplo, também são válidas para demonstrar gratidão. Mas há ressalvas. “É preciso ter muito cuidado com as palavras, para que os elogios não soem vazios. Ressalte o que realmente ocorreu e o que você aprendeu com a pessoa”, afirma a especialista.

Algumas ocasiões, como quando o colega é promovido, podem servir de gancho para agradecer e parabenizar, mesmo que você não seja muito próximo daquela pessoa.  Este pode ser um ótimo meio para estreitar o contato com o colega.

Agora, se a ideia é presentear, cuidado com o valor dos presentes. Romaly aconselha a não presentear com objetivos muito elevados – situação semelhante aos amigos secretos de fim de ano. 


Essa notícia foi publicada no Exame Online, em 26/01/12.

Comentários