Comprometimento: Um passo a mais…

Data 09/09/2009

 

Afinal, o que é comprometimento?

Comprometimento é tudo que as pessoas fazem a mais, sem que alguém tenha solicitado. Resumindo, é você surpreender as pessoas.

O que acontece hoje nas organizações são profissionais realizando estritamente o necessário, ou seja, eu faço o que o meu cargo compete, o restante não é comigo.

Quantas vezes não fomos a alguma empresa, (em órgãos públicos isso é uma constante), para resolver algum tipo de problema, e as pessoas nos foram passando para outras, dizendo que a pessoa responsável não era ela. Quando nos dirigimos à alguma corporação, qualquer pessoa que vemos com crachá, nós o identificamos como representante da corporação, independente de ser a copeira, o atendente ou o diretor. O compromisso em resolver o problema das pessoas, independente da sua responsabilidade, é um grande exemplo de comprometimento.

Um exemplo simples e clássico de descomprometimento é colaboradores passarem por um pedaço de papel jogado no corredor da empresa, e não terem o compromisso de se agacharem e jogar o papel no cesto de lixo, “porque ele não é funcionário da limpeza”.

Quantas vezes ficamos a mais no trabalho, sem ganhar horas extras, pelo compromisso de apresentar aquele relatório no outro dia? Enfim, tudo que você faz a mais, sem o interesse de obter alguma vantagem, é o que faz a diferença hoje no mundo corporativo; e é o que cada vez mais os chefes buscam.

O comprometimento também sai da alçada profissional, e chega até nossa casa. Será que na minha vida pessoal, eu sou comprometido com a minha família? Será que sou comprometido com o sucesso profissional da minha esposa, ou do meu marido? O que eu faço a mais para que isso aconteça? Eu dou a minha colaboração?

Em todos os caminhos de nossa vida, nós vamos nos deparar com o comprometimento ou não, de outras pessoas, ou da organização na qual trabalhamos. E é esse diferencial que traz a credibilidade e o sucesso de pessoas e empresas.

Sabe aquela pessoa que independente de qualquer situação, você sabe que pode contar com ela? Esse é outro exemplo de comprometimento.

Após tantos exemplos, se a “ficha ainda não caiu”, vamos resumir comprometimento em uma única frase:

“Pessoa comprometida é aquela que é pau para toda obra”.

Você é assim? Se não, então é melhor você rever seus conceitos.

Carlos Eduardo Oshiro é administrador formado pela UFMS, pós-graduado em Marketing e especialista em comportamento humano. É proprietário da Targo Consultoria, Hamburguella Sanduicheria e Coliseu Pizzaria, além de articulista do Jornal A Critica, de Manaus. Contato pelo e-mail oshiro@targo.com.br, twitter: @carlososhiro. Acesse o site: www.targo.com.br.

Comentários