fbpx

Confira quais são os benefícios mais desejados pelos profissionais

Data 12/03/2013

As empresas que pretendem atrair ou reter funcionários deverão repensar em seus pacotes de benefícios. Mesmo que os planos de saúde e participação nos resultados ainda sejam valorizados, profissionais das áreas de Finanças, Bancos, Tecnologia da Informação, Engenharia e Marketing estão de olho em novos subsídios, como o carro da empresa, ações da companhia, 14º salário e até auxílio-educação.

Os dados fazem parte de um recente levantamento da Page Personnel, empresa de recrutamento especializado em profissionais de gestão. “O pacote de benefícios pode ser uma excelente estratégia de retenção e atração de talentos para as empresas. Hoje não basta apenas oferecer um plano de saúde adequado, um auxílio-alimentação atraente ou subsidiar o transporte”, analisa o diretor-executivo da empresa, Roberto Picino.

De acordo com o estudo, mais da metade dos consultados, ou 54,2%, têm participação nos lucros e 79,1% valorizam ou desejam ter o benefício. Na sequência aparece previdência privada, com 37,5% de beneficiários e 60,2% que valorizam ou desejam ter um plano.

Os que recebem algum subsídio para cursos ou bolsas de estudo representam 25,2% da amostra e 38,2% valorizam ou desejam ter esse auxílio. O 14º salário está presente nas vantagens de 11,2% dos respondentes enquanto 38,2% almejam ou dão importância a esse subsídio.

Mesmo que apenas 7,3% dos profissionais pesquisados tenham carro da empresa, quase 13% acham importante desfrutar do benefício. Ter ações da companhia é uma conquista de 4,3% dos participantes e 12,9% também gostariam de receber esse incentivo.

Benefícios mais desejados em cada área

Veja abaixo, por área, os benefícios que os funcionários possuem e quais considera importante:


Benefícios que possuem

Benefícios Finanças Bancos Marketing TI Engenharia e Manufatura
14º salário                      10,5% 16,7%  9,8% 8,4% 11,45%
Ações da companhia                       3,5% 8,3% 3,8% 5,4% 4,5%
Bolsa de estudos               29,2% 43,8% 25,7% 23,4% 24,2%
Carro                     1,2% 2,1% 2,2% 2,1% 11,2%
Home office                       4,9%  4,2% 10,9% 20,9% 7,3%
Pagamento de aluguel/casa                        1,8% 0,0% 1,6% 0,8%  11,1%
Pagamento de escola para os filhos                        5,8% 14,6% 1,6%  6,3% 5,2%
Pagamento dos custos de transporte                         30,2% 27,1% 37,7% 26,8% 32,1%
Participação nos lucros                           59,1% 838% 41% 43,1% 57,2%
Plano de saúde/odonto e seguro de vida                  88,3% 93,8%  79,2%      84,1% 82,6%
Previdência privada                      38,8% 50% 25,1%  34,3%  41,4%
Subsídios de alimentação              71,9% 87,5%     69,9%     75,3% 70,3%
Subsídios para gastos com bem-estar                         7,4% 18,5% 7,1% 6,7% 6,5%
*Page Personnel          


Benefícios que consideram importante ou desejam

 

Benefícios Finanças          Bancos   Marketing  TI Engenharia e Manufatura
14º salário                  31,2% 31,3% 42,1%     40,1% 39,1%
Ações da companhia                       13,3% 25% 8,2% 12,7% 13%
Bolsa de estudos                

70%

60,4% 68,9% 62,9% 54,9%
Carro                        8% 10,4% 9,8% 8,4% 14,2%
Home office                         14,1% 10,4%  22,4% 25,3% 8,5%

Pagamento de aluguel/casa                     
2,9% 10,4% 2,2%  7,2%  17,7%
Pagamento de escola para os filhos                         17,3%  18,8% 13,1% 16% 17,6%
Pagamento dos custos de transporte                          21% 12,5% 26,8% 18,1% 22,3%
Participação nos lucros                             83,5% 72,9% 74,9% 77,6% 80,5%

Plano de saúde/odonto e seguro de vida                     
84,7% 79,2% 82% 82,7%  83,3%

Previdência privada                          
62,7% 52,1% 54,6% 53,2% 63,7%

Subsídios de alimentação                      
44,9%  66,7% 54,6% 51,9% 35,3%

Subsídios para gastos com bem-estar                         
11,8% 18,8%  12,6% 14,8% 10,3%
*Page Personnel          

 

Benefícios menos atraentes

Na contramão dos benefícios mais desejados pelos profissionais, também foram listados aqueles menos atrativos. Para 44,2% dos consultados, oferecer subsídio para alimentação não é mais um diferencial, assim como conceder reembolso de custos com transporte, para 22,4% dos respondentes.

Metodologia

A pesquisa foi realizada de julho a setembro de 2012 com cerca de 2.500 profissionais na América Latina. Foram entrevistados analistas, coordenadores e jovens gestores de diversos setores de 20 a 30 anos.

 


*Essa notícia foi publicada no site InfoMoney, em 11/03/2013

Compartilhe:
Comentários