Contribuintes reclamam de dificuldades para acessar eSocial

Data 04/01/2016

O Portal eSocial, criado pelo governo federal para gerar guias de recolhimento de impostos sobre o salário de empregadas domésticas, volta a ser alvo de críticas por usuários. Desta vez, a dificuldade está em imprimir o documento para recolher os tributos que incidem sobre o 13º, que devem ser pagos até a próxima quinta-feira, dia 7.

As reclamações são referentes a instabilidade no sistema — com demora para a geração da guia e falhas na conexão —, mensagens de encerramento do prazo e também confusão nas informações, já que o sistema estaria comunicando que o imposto corresponde ao 13º salário de 2016, em vez de 2015.

 

— Quando acesso (o sistema), aparece 13º/2016, e diz que está encerrado. Por que já está encerrado, se o pagamento é só no dia 7? — protesta a usuária Fabiana Aparecida Vieira no site Reclame Aqui — E como não consigo inserir os dados da segunda parcela, também não consigo inserir os dados da folha de dezembro/2015.

Queixas semelhantes são relatadas por outros usuários em portais de reclamações e nas redes sociais, que também protestam pela ausência de esclarecimentos por parte do Ministério da Previdência nos canais de atendimento.

Conforme o portal do Ministério, os encargos serão recolhidos no Documento de Arrecadação de dezembro, que tem como vencimento 07/01/16. A contribuição previdenciária e o IRRF incidem sobre o total do 13º. Ainda conforme o órgão do governo, é preciso elaborar primeiro a folha do 13º e depois a folha de pagamento de dezembro.

A reportagem tentou entrar em contato com a assessoria de imprensa do Ministério da Previdência para explicar a instabilidade no sistema e as informações confusas, mas até o momento não foi atendida.

Essa notícia foi publicada no site ZH Vida e Estilo, em 02/01/2016

Sua empresa já está preparada para o eSocial? Ainda tem dúvidas sobre o assunto? Clique aqui e veja como a LG lugar de gente pode ajudar sua companhia a superar os desafios do projeto.

Notícias relacionadas: 

Simples Doméstico tem 2,975 milhões de cadastros

eSocial preocupa 86% dos diretores de RH do Brasil

Pequenas empresas só têm mais um ano para se adequar ao eSocial

Antes de garantir direitos aos domésticos, eSocial trouxe dor de cabeça a empregadores e ao governo

Comentários