Seu RH está preparado para tantas transformações?

Data 07/04/2020

Se até o fim de 2019 os impactos da transformação digital no mercado de trabalho ainda podiam ser discutidos sob a luz de tendências e recomendações para o futuro, a ameaça da pandemia do covid-19 e as medidas adotadas para conter o surto trataram de acelerar essa evolução. E quanto à sua empresa? Será que ela está realmente trilhando esse caminho de crescimento ou apenas repetindo o discurso?

De acordo com o Executivo C-Level de RH e Investidor Anjo, Marcelo Nobrega, o momento atual irá servir para destacar quem realmente está alinhado aos valores necessários.

“O discurso ‘nossos colaboradores são nosso principal ativo’ tornou-se onipresente no mundo corporativo. Chegou a hora de diferenciar quem acredita e pratica realmente isso de quem tem a frase emoldurada na parede da recepção da empresa”, provoca.

Diante da pressão por mudanças aplicada pela pandemia, as empresas que ainda não tinham adotado um mindset de evolução se viram obrigadas a tomar decisões às pressas, mas para o Professor e Fundador da Responsabilidade Humanística, Dante Gallian, isso faz surgir um novo obstáculo.

“As empresas que até agora estavam hesitando em investir neste processo estão percebendo como é fácil ‘perder o bonde da história’. O próximo desafio, agora, é como aderir à transformação digital sem perder o vínculo com o humano”, afirma o especialista.

Transformação digital, pandemia e liderança

A combinação entre os avanços da transformação digital e as ameaças da pandemia do novo coronavírus resulta em uma prova de fogo para a liderança. Para Marcelo, o momento está revelando quem são os verdadeiros líderes.

Segundo o executivo, embora o conceito gire em torno da solução de dilemas, na prática, o papel do líder é ao mesmo tempo bem menos complexo e extremamente delicado.

“O líder tem que fazer o que é certo”, afirma diante de teorias que determinam que é necessário ponderar curto e longo prazo, lucro e satisfação do cliente, interesse individual e coletivo, entre outros pontos.

Como ele explica, o ponto principal é que os demais agirão de acordo com as ações tomadas pelo nível mais alto. “Todos os olhares se voltam para essa liderança em momentos críticos, com a expectativa de encontrar coerência entre discurso e prática. Suas atitudes serão emuladas pelos demais”, pontua.

Proximidade em tempos de isolamento

Se cabe ao líder ser a figura que irá apontar o mindset a ser adotado no processo de transformação digital em meio ao isolamento imposto pela pandemia, cabe a ele estimular a proximidade com seus colaboradores.

“O líder deve estar muito perto dos seus liderados, suplantando, da maneira que for possível, as distâncias impostas pela quarentena e procurando ser uma presença que transmita alento, confiança, segurança e otimismo”, recomenda Dante Gallian.

De acordo com o especialista, nessa posição de comando, também é necessário buscar apoio em si mesmo e isso passa diretamente por como esse indivíduo se alinha aos objetivos que propaga.

“Obviamente, ele só irá conseguir cumprir essa missão se ele mesmo estiver imbuído desses valores e sentimentos, daí a importância crucial da formação dessa liderança. Os verdadeiros líderes se provam em tempos de crise”, reforça.

Tudo deve mudar e o RH deve estar atento

Se o cenário já era de mudanças graças à transformação digital, os impactos prometem ser ainda maiores em vista da forma como o surto do novo coronavírus tem afetado a rotina das pessoas por um período continuado.

Diante disso, Marcelo Nobrega ressalta a importância do RH para auxiliar na tomada de decisão das organizações. “Além de ser o principal apoio do time de liderança nos aspectos técnicos e legais da administração de pessoas, durante a crise, é também o coach ou consultor de apoio desses mesmos líderes que precisarão tomar decisões difíceis”, explica.

Mais do que isso, ele ressalta a necessidade da gestão de pessoas em auxiliar para manter a transparência e fluidez da comunicação em um período que é cercado por muita incerteza e desinformação.

Mesmo com as alterações nas modalidades de trabalho durante a pandemia, as responsabilidades essenciais do RH como folha de pagamento e benefícios continuarão sendo realizados. No entanto, por conta da situação inusitada, outras necessidades também vão demandar o envolvimento da área.

No mesmo sentido, Dante Gallian ressalta que os profissionais de gestão de pessoas podem usar esse período para expandir seus conhecimentos. “A meu ver, o papel do RH é justamente munir a todos, líderes e liderados, de ferramentas, ideias e suporte para enfrentar os desafios que estão aí. Os profissionais de RH podem e devem aproveitar esse momento tão especial para se reciclar e procurar novas formas de conhecimento e interação”, completa.

Sobrevivendo à pressão

Ninguém esperava que um vírus pudesse gerar um cenário de guerra que refletiria em todos os países e economias ao redor do mundo. Menor ainda era a expectativa de que isso fosse capaz de transformar de maneira profunda as relações de trabalho.

Para Dante, o momento exige muita calma e ponderação. Ele explica que as soluções precisam ser buscadas de forma cuidadosa, sem precipitação. “Certamente, as empresas que não se prepararam o suficiente para a prática do home office terão agora uma boa oportunidade para testar e desenvolver novas atitudes, procedimentos e tecnologias. Mas os líderes devem estar conscientes de que tal transformação não se opera do dia para noite, e que se deixar levar pelo estresse e pela ansiedade é, mais que tudo, uma receita para o fracasso e o caos”, alerta.

Já Marcelo reforça que devido aos reflexos da transformação digital, o momento mostra o indivíduo em uma posição diferente da vista antes. “Hoje, muitas profissões têm quase tudo o que precisam em casa. Será mais difícil atrair gente talentosa tanto pela competição quanto pela independência e desprendimento dos profissionais. As empresas terão que mudar e o RH deve ser o agente da mudança interna”, completa.

Se você leu até aqui, é porque com certeza quer estar por dentro das novidades e mudanças causadas pela covid-19. Então, não perca o nosso próximo webinar gratuito, que trará especialistas para aprofundar nas últimas alterações trabalhistas. Faça sua inscrição gratuitamente agora.