fbpx

Dicas para extrair o melhor de seu potencial e de sua equipe

Data 08/12/2014

*Por Heloísa Capelas

Na correria do dia a dia e na pressão de tantas decisões a tomar, uma preocupação também faz parte da rotina de muitos gestores e empresários: Conhecer a si mesmo, extraindo o melhor de seu potencial, e, a partir disso, como ajudar sua equipe a atingir os melhores resultados.

Segue abaixo, em cinco dicas, o caminho para essa importante descoberta:

1 – Aprenda a se conhecer: A pessoa que tem domínio sobre si mesmo, sobre os seus talentos e deficiências consegue também fazer uma leitura melhor das pessoas que estão a seu redor e trabalhar aspectos que podem ser aperfeiçoados nela mesma e nas outras. Com o autoconhecimento promovemos grandes revoluções.

2 – Valorize seus 98%: Todos nós temos 98% de coisas boas e 2% de coisas ruins. Entretanto, focamos e colocamos a lupa nesses 2%! Parece que somos 98% ruins. O que nos atrapalha são as negatividades, quando deveríamos investir nas coisas boas que temos como corpo, pensamentos, comportamentos, sentimentos, fazendo uma verdadeira limpeza para exercermos a tal liderança interna.

3 – Seja líder de si mesmo:
A autoliderança significa que você é responsável por você e pelo seu ambiente. Ou seja, você é responsável pelas pessoas que estão ao seu entorno, pelo relacionamento que constrói com elas. O líder que se autolidera sabe, por exemplo, que em determinado momento “aquela ideia” não deve ser exposta, que é melhor fazer menos, é melhor propor outra coisa. Trazer as pessoas para junto de si é mais importante do que expor uma proposta nova e mal compreendida pela equipe.

4 – Mantenha a positividade: Problemas e coisas ruins vão acontecer, mas a maneira como você os enxerga e passa para a sua equipe fará toda a diferença. Ser positivo e encarar os fatos de maneira íntegra será importante para não permitir que o acontecimento ruim atinja a todos e faça tudo desabar. Muitas vezes, é apenas uma face do conjunto que está com um problema, certamente haverá uma forma de recuperação. Isso vale tanto para os relacionamentos internos na sua empresa quanto externos, com os clientes, por exemplo, e até mesmo nos relacionamentos pessoais.

5 – Treino e disciplina:
O trabalho de autoconhecimento e autoliderança exige treino e muita disciplina. Buscar autoconhecimento é uma escolha, uma opção para quem deseja a felicidade e o bem-estar como valores constantes em sua vida. Respeite o tempo. Paciência, persistência e prática. Olhar para você mesmo necessita tempo internalizado e isso é diferente do tempo corrido. Quem se conhece e se reconhece com sinceridade tem ao seu alcance ferramentas para encarar os desafios mais complexos que a vida apresenta.

 

*Heloísa Capelas é autora do livro recém-lançado, o Mapa da Felicidade (Editora Gente). Especialista em Autoconhecimento e Inteligência Comportamental, atua no desenvolvimento do potencial humano há cerca de 20 anos.

 

Compartilhe:
Comentários