Doze dicas para se adaptar a um novo cargo

Data 27/01/2014

Mudanças são frequentes em qualquer empresa. Sempre há abertura de novos setores e alterações nas políticas corporativas. Isso também afeta os funcionários, portanto, é preciso estar preparado para quando a mudança atingir seu papel dentro do escritório.

Muitos profissionais ficam desesperados, mas não há motivo para preocupação.

A Forbes consultou especialistas no ambiente de trabalho e consultores profissionais, como Michael Kerr, Phyllis Mufson, Tamar Chansky, Sara Menke, Joyce Reynolds e Stever Robbins, para explicar como deve ser a adaptação de um funcionário às novas tarefas.

Entenda a mudança

É um atributo básico. É preciso entender a mudança para que ela aconteça com você. “Reconhecer e aceitar será o primeiro passo rumo ao controle da situação”, afirma Joyce.

Encare seus medos

“Quando você teme uma mudança, escreva os itens que o amedrontam em um papel”, aconselha Robbins. “Trate esses temores como seu objetivo profissional. Encare-os um por um, só assim você vai passar por cima deles e ser bem-sucedido na mudança.”

Aceite a mudança e procure ajuda

Quando você entra em um processo de transição, é natural se sentir desconfortável. “Dependendo da mudança, seu trabalho pode ser afetado com diminuição de colegas, de projetos, de prestígio, ou simplesmente de seu tempo livre”, afirma Phyllis.

“Será uma carga de vários novos elementos que podem assustar no começo.”

Dessa maneira, resignar-se com a situação e procurar pela ajuda de uma pessoa de confiança no escritório são sempre dicas válidas.

Separe uma hora para 'preocupação”

A preocupação constante interfere em produtividade, humor e moral, portanto não deixe seu trabalho ser afetado por medo excessivo.

“Se está tão preocupado assim, dê um tempo a si mesmo diariamente, de preferência fora do ambiente de trabalho, e reflita sobre tudo o que está causando essa ansiedade”, aconselha Tamar.

“Assim é mais fácil de superar seus temores. Só não pense mais nisso quando esse tempo acabar”, conclui a especialista.

 Comunique-se

“Comunicação, comunicação, comunicação e depois um pouquinho de comunicação”, enfatiza Kerr. Isso não pode ser deixado pra depois. “Períodos de grandes e importantes mudanças requerem esforços de todos os setores da empresa, pois todos precisam se adaptar.

A comunicação é a chave para as mudanças. Qualquer ruído no diálogo pode interromper todo um processo de transição em uma cultura corporativa.

Seja positivo

“Seu pessimismo pode acabar em um cenário catastrófico”, afirma Phyllis. “Os empresários mais bem-sucedidos nos negócios são os que encaram os problemas de modo confiante e otimista.”

Pense, em uma situação de mudança, que é hora de se destacar, de mostrar que você pode ter valor em vários tipos de situação.

“Por que não fazer dessas alterações um degrau para subir na carreira?”, questiona a especialista.

Saiba como as coisas mudam e tenha expectativas realistas

“Quando você pula em uma piscina, pode não gostar da temperatura da água em um primeiro momento”, afirma Tamar. “Poucos minutos depois, então, você se sente melhor e não foi ninguém que esquentou a água, mas você que se acostumou a ela.”

Segundo a especialista, é dessa maneira que o profissional deve tratar uma mudança. Ele precisa saber que as coisas vão se encaixando.

Seja flexível

Seja flexível e esteja disponível a aceitar qualquer nova tarefa designada. “Mesmo que não goste de algo no novo sistema, se você for um profissional flexível, as pessoas vão querer trabalhar com você e tudo será mais fácil”, aconselha Tamar.

“Se você é sempre o ‘do contra’, os colegas virarão a costa e você nunca vai sair da situação desconfortável.”

Envolva-se com a mudança

“Caso haja um novo plano da empresa que envolva sua presença e você esteja com medo dessa mudança, tente entrar na cúpula que organiza esse projeto”, afirma Robbins.

“Quem sabe você já possa adaptar o projeto da melhor maneira possível às suas características de trabalho e deixar a mudança um pouco mais fácil”, conclui o especialista.

Reduza o estresse

A meditação é uma das melhores técnicas para fugir do estresse que o trabalho causa. “Leva alguns minutos e pode ser feita no próprio ambiente profissional, desde que seja uma sala ou um corredor mais reservado”, afirma Phyllis.

Cada um tem uma técnica para reduzir o estresse. O importante mesmo é tentar relaxar e encarar a transição, pois mudanças são frequentes em uma empresa.

Mostre seu valor

É a hora de mostrar ao chefe e a todos os superiores que você pode ser um funcionário de valor em qualquer circunstância.

“Mostre que você pode ser uma pessoa de valor, pois são nesses momentos que o reconhecimento vem”.

Mantenha-se trabalhando

Em alguns momentos de reorganização, demora algum tempo para ser definido exatamente o que você fará. Continue fazendo seu trabalho, não deixe lacunas.

“Fuja da linha ‘não me passaram nada, então não farei’”, aconselha Tamar. “Tenha uma atitude positiva e, se preciso, faça o trabalho que estava acostumado anteriormente. As coisas vão entrar nos eixos.”

 


*Essa dica foi publicada no site Forbes, em 22/01/2014

Compartilhe:

Comentários