Emprego cresce em todas as regiões do Brasil. Capitais lideram ranking dos municípios

Data 26/01/2011

 

Sudeste obteve melhor resultado, com mais de 1,276 milhão de postos criados em 2010. São Paulo e Rio de Janeiro foram as cidades que mais registraram crescimento do mercado de trabalho.

De janeiro a dezembro de 2010 todas as cinco regiões geográficas do Brasil obtiveram expansão do emprego, com as 27 Unidades da Federação apresentando desempenho positivo. No país, 16 estados alcançaram saldos recordes na gerações de empregos formais celetistas.

Municípios – As capitais brasileiras impulsionaram a geração de empregos no país em 2010, com 20 gerando mais 11 mil empregos durante o ano. São Paulo foi o município que criou o maior número de empregos formais no período, com 262.426 novas vagas. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

Na segunda posição entre os municípios está o Rio de Janeiro, que abriu 119.391 postos com carteira assinada em 2010. Em seguida vem Belo Horizonte (79.519), Fortaleza (54.669), Recife (46.929), Curitiba (41.335), Salvador (37.786), Brasília (36.785), Porto Alegre (32.633), Goiânia (31.668) e São Luiz (30.571).

Outras cidades em destaque na geração de empregos em 2010 são Uberlândia, em Minas Gerais, com 15.132 novos postos; Campinas, Garulhos e São Bernardo do Campo, em São Paulo, com 24.231, 24.018 e 17.143, respectivamente; e Londrina, no Paraná, com 12.043.

Entre as cidades que apresentaram saldo negativo estão Quixere, no Ceará, que fechou 2.035 postos, Monte Azul Paulista, com 2.790 e Pirassununga, com 2.358, ambos em São Paulo.

Regiões – O Sudeste foi a região geográfica que alcançou melhor desempenho na geração de vagas formais em 2010, com 1.276.903 novos postos de trabalho criados. São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro foram os estados que mais geraram vagas de emprego formal, respectivamente 726.449, 296.230 e 217.805 postos de trabalho.

A região Nordeste ficou em segundo lugar, com 488.561 novos postos de trabalho. Oito dos nove estados que compõem a região apresentaram índice recorde de geração de emprego. Bahia (121.856), Pernambuco (116.327) e Ceará (84.187) foram os que mais se destacaram.

O Sul foi o terceiro maior gerador de empregos formais do ano de 2010. A região conseguiu gerar 444.713 postos de trabalho, com todos os estados da região batendo seus recordes. O Rio Grande do Sul criou 178.975 postos de trabalho, o Paraná 154.014 e Santa Catarina 111.724.

A região Centro-Oeste ficou em quarto lugar com a criação de 178.242 postos de trabalho. O estado de Goiás se destacou ao gerar 82.935 novos postos de trabalho. O Distrito Federal gerou 36.787, Mato Grosso 30.545 e o Mato Grosso do Sul 27.975 postos.

A região Norte gerou no ano passado 136.259 postos de trabalho, com destaque para os estados do Pará que criou 52.297, o Amazonas que criou 32.204, Rondônia que criou 26.163 e Tocantins que criou 12.577.

Essa notícia foi publicada no MTE, em 19/01/11.