Empresas apostam em benefícios diferenciados para reter talentos

Data 01/02/2012

 

As empresas precisam ser capazes de manter e antecipar as necessidades do mercado. Com isso, as disputas tornam-se cada vez mais acirradas, incluindo a competição por profissionais considerados talentos no mercado de trabalho. Mas como evitar que eles troquem de emprego?

Segundo a diretora da Universo Qualidade, Marlene Ortega, o modelo de gestão tradicional, focado em salário, benefícios e bônus, não retém talentos.

“Esse modelo não é suficiente para os profissionais considerados talentos. Pode parecer piegas, mas as pessoas buscam se sentir felizes. Hoje, os profissionais trabalham sobre pressão, estressados, o que prejudica a saúde. As pessoas querem ter mais qualidade de vida”, explica a especialista.

Benefícios diversificados

Marlene declara ainda que as empresas que não querem perder seus profissionais devem fazer uma pesquisa de demografia interna. Assim, descobrirão quais são as necessidades de seus talentos. Ela afirma que os jovens são mais preocupados com a qualidade de vida e que muitos gostariam de trabalhar e estudar fora do País. Outro benefício diferenciado é a licença-maternidade de seis meses ou ter horário de trabalho mais flexível.

“As empresas precisam enxergar que seus profissionais são diversificados. Não é possível oferecer um incentivo individual, mas é importante ter um diálogo. Não dá para generalizar. É necessário mapear as diferenças”, declara Marlene.

Perda do conhecimento

Para uma empresa, perder um talento é ruim, afinal esse profissional diferenciado, ao partir, leva o conhecimento sobre a atividade desenvolvida. “O conhecimento não está nas empresas, mas nos profissionais”, alerta Marlene.

Além do conhecimento, o profissional considerado talento tem ótimo perfil comportamental. “Ele sabe atuar dentro da empresa, da cultura e dos valores estabelecidos", disse Marlene.

A especialista explica ainda que esse profissional sabe da sua importância para a empresa e de suas características, por isso é fácil conseguir outro emprego.

Essa notícia foi publicada na Info Money, em 31/03/10.