Empresas com mais mulheres na diretoria economizam em aquisições

Data 30/12/2013

Companhias em cujos quadros de diretores há mais mulheres que homens costumam fazer ofertas menores em transações de aquisição ou fusão e acabam pagando menos na concretização desses negócios.

A conclusão é de uma pesquisa realizada por Maurice Levi e Kai Li, da Sauder School of Business da Universidade de Colúmbia Britânica, do Canadá, e Feng Zhang, da David Eccles School of Business da Universidade de Utah (EUA).

De acordo com os professores, que analisaram 1.500 ofertas feitas entre 1997 e 2009, a explicação passa pelo fato de que, embora a autoconfiança seja equivalente para os gêneros em circunstâncias de maior previsibilidade, as mulheres são menos autoconfiantes que os homens em situações de grande incerteza – caso das fusões e aquisições.

O estudo aponta que cada mulher no quadro diretivo reduz o valor da oferta em 7,6%, e cada mulher presente no grupo que faz a proposta diminui o prêmio pago na transação – custo adicional de compra que visa tornar o negócio atrativo para o vendedor – em 15,4%.

 


*Essa notícia foi publicada no site Valor Econômico, em 27/12/2013

Comentários