Entrevista de seleção a distância deve ganhar espaço, diz pesquisa

Data 25/01/2012

As entrevistas de recrutamento a distância devem ganhar mais espaço nos próximos anos. Dados de uma pesquisa feita pela Right Management com mais de 2 mil recrutadores em 17 países, inclusive o Brasil, mostra que apenas 15% deles usavam vídeos e webcams para conversar com candidatos a uma vaga de emprego em 2010. Em 2015, 49% esperam usar esse tipo de tecnologia nos processos de seleção. Hoje, no entanto, 95% dizem preferir os encontros cara a cara.

Os pesquisadores também quiseram saber os tipos de questões mais comuns nas entrevistas de emprego. Globalmente, 64% fazem perguntas sobre aspectos comportamentais com frequência e 50% se baseiam no currículo para construir os questionamentos. A grande maioria dos recrutadores (73%) afirma ter flexibilidade nas perguntas, customizando a entrevista de acordo com o candidato.

Sobre o currículo dos concorrentes, o aspecto mais importante analisado pelos recrutadores são as competências relevantes. Na sequência aparecem experiência profissional, nível educacional, atuação em algum concorrente e proximidade com o local de trabalho. Em relação às competências, elas variam de acordo com o nível profissional. Para quem está começando no mercado de trabalho, os aspectos mais importantes são criatividade e inovação. Já nos níveis mais seniores, pesa a habilidade de liderança, como é de se esperar.


Essa notícia foi publicada no Valor Online, em 20/01/12.

Comentários