Fim de ano: férias coletivas são uma vantagem ou desvantagem?

Data 03/11/2009

 

Por conta do Natal e do Ano Novo, é comum que as empresas decretem férias coletivas aos seus funcionários, durante alguns dias. Algumas até por uma ou duas semanas. Mas essa prática pode deixar a área de Recursos Humanos e alguns empresários receosos. Afinal, esse descanso coletivo é uma vantagem ou não?

Para a advogada trabalhista e previdenciária do Cenofisco (Centro de Orientação Fiscal), Andreia Antonacci, as férias coletivas são uma vantagem, tanto para a empresa quanto para os funcionários.

Entretanto, o empresário deve ficar atento para não vincular esse descanso com as férias individuais. No caso de vinculação, o funcionário corre o risco de ter os dias de férias diminuídos.

Informando o Ministério

Segundo Andreia, na concessão de descanso individual e coletivo, a empresa precisa ficar atenta para informar o Ministério do Trabalho e o Sindicato do setor em que atua.

"A principal diferença entre férias individuais e coletivas é que as férias individuais podem ser concedidas somente a um empregado, não havendo necessidade da empresa informar ao Ministério do Trabalho e ao Sindicato", explica.

Já no caso do descanso coletivo, a advogada ressalta que é necessário comunicar os dois órgãos, com uma antecedência mínima de 15 dias.

Essa notícia foi publicada no portal Administradores, em 30/10/2009