fbpx

Gestão de equipes remotas: como evitar prejuízos na produtividade

Data 03/11/2021
Reunião online de equipe

Já não é nenhuma novidade que a pandemia promoveu diversas mudanças no mundo, principalmente nos modelos de trabalho. Com isso, a gestão de equipes remotas se tornou o principal desafio das lideranças para evitar prejuízos na produtividade. A grande questão agora é: como gerenciar e manter o engajamento de pessoas que atuam de diversos lugares?

Em um artigo publicado pelo Gallup, Ben Wigert, Diretor de Pesquisa e Estratégia da Gestão do Local de Trabalho da consultoria, destacou resultados de pesquisas recentes que mostram o que empresas pelo mundo têm feito para manter equipes engajadas e com foco no futuro. Confira quais são as ações e como levá-las para sua organização.

1. Concentre-se no propósito em comum

Segundo o artigo, para fazer uma boa gestão de equipes remotas é preciso trabalhar com um propósito em comum, uma missão que todos podem apoiar.

Os estudos do Gallup mostram que algumas empresas com uma cultura forte, reuniram seus grupos de trabalho devido a exigência de segurança no trabalho, com o objetivo de garantir que todos voltem para casa todos os dias. Outras se mobilizaram para atender as pessoas com uma alguma necessidade de criar inovações tecnológicas revolucionárias.

Para Ben Wigert, quanto mais forte for o propósito da sua equipe, melhor será a permanência da união durante o trabalho a fim de evitar as adversidades. Ele destaca que a turbulência gerada pela pandemia acabou criando uma oportunidade para que as equipes fortaleçam suas identidades.

“Um propósito em comum que todos podem se apoiar, é em realizar um excelente trabalho – para os clientes – com o objetivo de criar um mundo melhor. O foco agora, mais do que nunca, deve estar no cliente. Pode até ser que sua equipe não consiga resolver todos os problemas de uma só vez, mas juntos eles podem resolver um a um”, reforça.

2. Acredite no desenvolvimento humano

Todos precisam de metas em suas vidas, sejam profissionais ou pessoais. Diante disso, o especialista afirma que o desenvolvimento é a melhor ferramenta para manter colaboradores focados no trabalho rumo a um futuro brilhante de uma forma individualizada e personalizada.

De acordo com Ben, as pesquisas do Gallup mostram que, com todos os avanços que ocorreram com a pandemia, de um lado, os profissionais sentiram a necessidade de se adaptar rapidamente para atender as novas demandas do mercado, no entanto, o desenvolvimento aconteceu de forma desestruturada. Em contrapartida, outros estão fazendo as mesmas atividades de sempre em uma velocidade muito maior, há mais de um ano, tentando manter “as coisas em ordem”.

Ao mesmo tempo, os líderes se sentem inseguros quanto ao futuro falando menos com suas equipes sobre o que está por vir. Como resultado de tudo isso, os colaboradores não estão recebendo as informações que deveriam e acabam procurando por um futuro mais claro em outro lugar.

Dicas para gestão de equipes remotas

Para remediar esse problema e contribuir para o progresso de cada funcionário, o especialista lista dicas para as lideranças.

  • Certifique-se que os colaboradores tenham um plano de desenvolvimento definido

Para Ben, essa é a melhor forma para um profissional dominar a função atual e aprimorar novas habilidades. Tenha certeza de que seu projeto inclui uma proposta de carreira para progressão de seus empregados.

  • Comunique-se e seja honesto

Ele lembra que não é fácil ter uma conversa sobre onde estamos e para onde vamos com uma equipe. No entanto o especialista reforça que ser honesto nesse momento é essencial para todos saibam sobre o que você não tem controle. “A maioria das pessoas buscam uma comunicação clara a respeito de expectativas, mudanças e progresso e não soluções perfeitas”, afirma.

  • De olho no futuro

O Diretor recorda que antes o colaborador almejava uma carreira corporativa, hoje ele pode estar em busca de mais flexibilidade e tempo com a família. O trabalho remoto pode ter se tornado uma paixão, então reveja com sua equipe como eles querem continuar suas atividades daqui para frente.

3. Honre o relacionamento interpessoal

Ben destaca que a gestão de equipes remotas ainda e um grande desafio para as lideranças e quando os assuntos se tornam mais delicados, a resposta natural para alguns líderes é “dar espaço”. Pela lógica, eles acreditam que quanto menos conversa houver, mais seguros estarão.

O foco no trabalho é tão importante quanto nas pessoas. Então, o especialista alerta que os resultados podem ser melhores se os líderes estivessem mais abertos na gestão interpessoal e, assim, aprofundar os laços com as equipes e fortalecer o engajamento.

“Os indivíduos precisam conversar e eles querem compartilhar o que acontece no trabalho e em suas vidas. Da mesma forma, eles também querem ser informados sobre o que está acontecendo e para onde estão indo. Muitas acabam se frustrando, porque se sentem invisíveis por não serem ouvidos, apreciados. Um líder não pode resolver todos os problemas do mundo, mas é capaz de oferecer o único terreno neutro que algumas pessoas têm. Eles podem ouvir o que seus liderados, muitas vezes, não querem dizer para sua família ou colega de trabalho. E ouvir, mesmo que não resulte em uma grande solução, pode contribuir a aliviar um pouco da tensão para que os colaboradores possam voltar a focar no trabalho”, ressalta.

Use o conhecimento para promover a responsabilidade

Ele destaca que mesmo seguindo todas essas dicas, ainda há a necessidade de fazer com que as pessoas atendam suas expectativas de desempenho. Distrações externas irão acontecer todo o tempo, mas é possível fazer uma gestão de equipes remotas de uma forma natural e significativa?

Para o especialista, o feedback contínuo para os colaboradores, seja formal ou informal, é uma excelente ferramenta para criar hábitos sociais com foco nos valores e objetivos compartilhados. “Isso faz com que as pessoas se sintam apreciadas e valorizadas pelo seu bom desempenho. Também é uma forma de direcionar o colaborador, para que ele perceba o que não está funcionando e como ele pode melhorar. O mais importante em uma gestão de equipes remotas, é que os indivíduos se sintam parte do negócio e que seu trabalho, faz parte de algo muito maior”, finaliza.

Quer tornar a gestão de esquipes remotas mais fácil e garantir o engajamento e desenvolvimento dos colaboradores? Utilize a tecnologia a favor da sua empresa. Conheça o Gen.te Supera – Metas e Desempenho e veja como a solução permite o alinhamento de expectativas e acompanhamento de resultados.

Esse texto contém tradução livre do artigo “3 Ways Managers Can Unite a Divided Workplace”, publicado no blog Gallup.

Compartilhe:
Comentários