Gestores e empresas procuram ajuda para que metas para o ano novo não fiquem apenas no papel

Data 05/01/2011

 

Criar metas para o ano novo faz parte dos rituais de fim de ano de milhares pessoas e empresas. O grande desafio, entretanto, é cumpri-las. Atentas a essa dificuldade, algumas empresas estão contratando treinamentos específicos para auxiliar gestores e colaboradores a planejar, organizar e traçar metas de maneira eficaz e, assim, conseguirem realizar seus planos ao longo do ano.

O sócio da concessionária de automóveis Planet Car, Anderson Pavão, é um exemplo de gestor que apostou no treinamento para tirar os sonhos imaginação e transformá-los em realização. Ele informa que já perdeu as contas das vezes que criou novos projetos e os deixou na gaveta. Em 2010, porém, iniciou um business coaching, treinamento voltado para o cumprimento de metas e já tem, pelo menos, uma lição para passar adiante: “A partir de agora só vou planejar o que tenho certeza que vou cumprir”.

Pavão reconhece que planejar a vida e a carreira é importante, mas confessa que esse comportamento nunca foi o seu forte. “Sou uma pessoa organizada, mas nunca

estabeleci metas pessoais; só comecei a fazer isso depois que comecei o coaching”, admite.

Dividir para cumprir

O treinamento a que Pavão está se submetendo consiste basicamente em aprender a descrever as metas, a definir o que se espera como resultado e a dividir o projeto em etapas menores e realizáveis para, assim, controlar o andamento de cada atividade necessária para se chegar ao objetivo desejado. Quem explica é o CEO do ICCoaching (International Corporate Coaching), Carlos Alecrim, atuante a 16 anos na área de Educação Corporativa.

Segundo Alecrim, uma das chaves do coaching é o método GUT (gravidade, urgência e tendência), que permite caracterizar as atividades de uma empresa e reorganizá- las em função tempo e da importância. Com isso, é mais fácil planejar as ações ao longo do tempo e ser assertivo para alcançar os resultados.

Ele explica que dividir o plano em etapas, por exemplo, simplifica sua execução e aumenta a percepção de que a meta está sendo perseguida concretamente, com realizações parciais. “Isso é fundamental para gerar motivação para continuar”, pontua.

Outro comportamento essencial para realizar uma meta é ter seu plano de ação, os obstáculos e as estratégias para superá-los anotados. Isso ajuda a acompanhar o desempenho do progresso das ações rumo à meta. Finalmente, afirma, “é fundamental desenvolver uma crença inabalável em si mesmo e em sua capacidade de sonhar, pois é disso que dependem a determinação e o autocompromisso”.

Na mesma linha de argumentação de Alecrim, o máster coach Gustavo D’Ávila, também da ICCoaching, comenta que “as mudanças acontecem para aqueles que conseguem construir uma inabalável crença no futuro pretendido e passam a viver suas vidas com esses novos valores e atitudes”.

Ele destaca que o planejamento exige monitoramento contínuo e freqüentes reflexões, além de avaliações críticas e objetivas sobre todo o processo, pois há o risco de se querer unir o que já estava planejado com novas metas para resolver tudo ao mesmo tempo. O que é um erro, segundo D’Ávila. “O segredo para alcançar o resultado pretendido com sucesso é não acumular metas”, alerta.

Para o máster coach, um fator imprescindível é o comprometimento com você mesmo, com o plano escrito e constantemente controlado. “Um bom planejamento pode transformar vidas.”

Essa notícia foi publicada no Canal RH, em 29/12/10.