Impactos do eSocial na folha de pagamento. O que muda?

Data 17/11/2016

esocial x folha de pagamentoNão é novidade que o eSocial está transformando os processos do RH, seja pela mudança nos prazos de envio dos eventos ou pela quantidade de informações exigidas, que ainda envolvem outras áreas. Mas sem sombra de dúvidas, um dos subsistemas de RH mais afetado é a folha de pagamento.

Para evitar problemas com o projeto, listamos três principais impactos do eSocial na folha de pagamento. Confira!

1 – Aumento da quantidade de dados exigidos

O eSocial possui 45 arquivos e mais de 2.000 campos a serem preenchidos e encaminhados à plataforma do governo federal. Isso significa que muitas informações que não eram obrigatórias passarão a ser e, caso descumpridas, poderão gerar multa para a companhia.

É o caso, por exemplo, dos dados referentes a dependentes, informações pessoais (grau de escolaridade, mudança de endereço e estado civil) e sobre estagiários. Além disso, após seis meses da data inicial de entrada em vigor do eSocial, as empresas também precisarão emitir declarações referentes à saúde do trabalhador e às condições do ambiente de trabalho.

2 – Unificação dos impostos

Um dos intuitos do eSocial é centralizar em apenas uma plataforma digital os dados que serão encaminhados ao governo federal. Portanto, ao prestar as informações dentro dos prazos estabelecidos, as empresas não serão mais obrigadas a entregar o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), a Guia de Recolhimento do FGTS (GFIP) e a RAIS (Relação Anual de Informações Sociais), dentre muitos outros documentos, que, atualmente, são enviados à Caixa Econômica Federal, Ministério do Trabalho e Previdência Social.

3 – Alteração dos prazos de envio

As empresas, de forma geral, demoram muito para comunicar ao governo as modificações na folha de pagamento. A admissão de um funcionário, por exemplo, pode ser registrada até 40 dias após o início das atividades do colaborador. Já um acidente com necessidade de afastamento, pode levar até 30 dias.

Com o eSocial, a admissão deve ser enviada até o final do dia que antecede o início da prestação do serviço. No caso dos acidentes, o Comunicado de Acidente de Trabalho (CAT) precisa ser encaminhado até o dia útil seguinte ao fato, mas em caso de morte o envio deve ser imediato.

Conheça o Gen.te Recebe – Folha de Pagamento e veja como a ferramenta pode ajudar sua empresa. Clique aqui para saber mais!

Comentários