Itamaraty não reconhece relatório americano sobre condições de trabalho no Brasil

Data 14/09/2009

 

O Ministério das Relações Exteriores divulgou nota criticando o relatório do Departamento do Trabalho dos Estados Unidos que apontava que no Brasil mais de uma dezena de setores econômicos, inclusive estratégicos como pecuária, cana-de-açúcar e algodão, fazem uso de trabalho forçado e/ou trabalho infantil.

“O Brasil não reconhece a legitimidade de relatórios sobre direitos humanos produzidos unilateralmente por terceiros países, cujas fontes e critérios de elaboração não possuem transparência, elemento necessário para assegurar sua confiabilidade", diz a nota do Ministério das Relações Exteriores.

Segundo o Itamaraty, o Brasil diferente dos Estados Unidos subscreve s convenções internacionais relativas ao combate ao trabalho forçado e ao trabalho infantil (convenções nº 29 e nº 105 sobre trabalho forçado e nº 138 e nº 182 sobre trabalho infantil).

Essa notícia foi publicada na Agência Brasil, em 11/09/2009