Maior parte dos brasileiros se sente segura no emprego atual

Data 29/12/2010

 

A maior parte dos brasileiros, cerca de 61%, se sente segura no emprego atual, segundo revelam dados divulgados pelo Ibope Inteligência na pesquisa “Barômetro Global do Otimismo”.

De acordo com o levantamento, apenas 26% das pessoas acreditam que o índice de desemprego possa subir ou subir muito nos próximos 12 meses, contra 36% dos que acreditam no contrário.

Jovens e nordestinos

Os mais otimistas em relação à redução na taxa de desemprego são os jovens, com idade entre 16 e 24 anos (40%) e entre 25 e 29 anos (41%). Na comparação entre homens e mulheres, eles apostam mais na diminuição, 38% deles, contra 33% delas.

Por classe de renda, 31% da classe A/B acredita que o número de desempregados no Brasil irá diminuir ou diminuir muito nos próximos 12 meses, percentual que sobe para 38% na classe C e para 34% entre os profissionais da classe D/E.

Por região, os nordestinos são os mais otimistas, conforme é possível observar na tabela seguir:

 

Desemprego
  Norte/Centro-Oeste Nordeste Sudeste Sul
Deve aumentar muito 9% 8% 7% 3%
Deve aumentar pouco 23% 18% 18% 20%
Permanecer igual 33% 29% 38% 50%
Diminuir um pouco 27% 37% 30% 24%
Diminuir muito 6% 5% 5% 2%
Fonte: Ibope Inteligência


Mundo

A pesquisa “Barômetro Global do Otimismo” ouviu mais de 64 mil pessoas em 53 países, das quais 2002 no Brasil. O país configura na lista daqueles que possuem menor expectativa de aumento de desemprego, em terceiro lugar no ranking. Os norte-americanos são os que mais acreditam na queda do desemprego, 41%.

Por outro lado, os países que mais acreditam no aumento do desemprego são Reino Unido (74%), Paquistão (72%), França (67%), Romênia (65%) e Itália (61%).

Essa notícia foi publicada na Info Money, em 27/12/10.