Mulheres ainda são minoria no mercado de trabalho e recebem salários menores

Data 07/03/2017
mulheres no mercado de trabalho

A partir dessa semana, faremos uma seleção de matérias relacionadas à área de Recursos Humanos com tudo o que você precisa saber para ficar por dentro das principais notícias e novidades. Nesta semana, falaremos sobre a participação das mulheres no mercado de trabalho, de adicionais de insalubridade e periculosidade, dos impactos da reforma da previdência na área de RH e daremos dicas de como aproveitar melhor o tempo no trabalho.

Mulheres ainda são minoria no mercado de trabalho

mulher no mercado de trabalho

Com a proximidade do Dia Internacional da Mulher, o jornal O Globo publicou um levantamento com dados sobre a participação feminina no mercado de trabalho. A principal constatação é a de que as mulheres continuam em minoria no mercado de trabalho e recebendo salários inferiores aos homens. Apenas 37% dos cargos de direção e gerência são ocupados pelo sexo feminino e os salários são, em média, 24% menores que os dos homens.

Confira a pesquisa completa: Mulheres estão em apenas 37% dos cargos de chefia nas empresas

Adicionais de insalubridade e periculosidade

regras de periculosidade insalubridade

As condições que caracterizam o trabalho perigoso ou com insalubridade são claras para você? Exemplos de operações com insalubridade são as que expõem empregados aos agentes nocivos à saúde como ruídos excessivos, radiação ou agentes químicos. Já o trabalho perigoso se refere aos que exigem contato permanente com explosivos, materiais inflamáveis ou atividades que demandam uso de motocicletas, por exemplo.

A coordenadora da área trabalhista do escritório De Vivo, Whitaker e Castro Advogados concedeu entrevista para a Época Negócios, na qual ela explica quem tem direito a receber esses dois tipos de adicionais e, também, como esses valores são calculados.

Leia mais: Entenda como funcionam os adicionais de insalubridade e periculosidade 

Os possíveis impactos da reforma da previdência na área de RH

idoso trabalhando em escritório

O RH precisará se preparar para a reforma da previdência que está em tramitação na Câmara Federal, caso a medida seja aprovada.

Com o envelhecimento da população ativa, as empresas precisarão lidar com novos desafios, bem como fazer a revisão do planejamento de carreira e da remuneração, visando equilíbrio na evolução salarial dos profissionais. Também será necessária a revisão de práticas de segurança e medicina do trabalho, já que alguns riscos naturais são mais propensos de ocorrer com idosos. A convivência entre diferentes gerações no ambiente de trabalho deverá ser debatida, já que a diferença de idade entre os funcionários mais jovens e os mais velhos será ainda maior.

Para saber mais impactos e ver um checklist dos itens que o RH precisará começar a estudar e debater, leia a matéria completa: Como a reforma da Previdência poderá impactar a área de RH

Dicas para economizar tempo no trabalho

Mulher planejando atividades no trabalho

“Ninguém usa mais do que 70% do seu potencial no trabalho, porque se distrai quando tem algum tempo a mais.” Isso é o que afirma Luiz Carlos Queirós Cabrera, especialista em RH e professor da FGV, em entrevista à Folha de São Paulo. Já Christian Barbosa, especialista em produtividade, afirma que é necessário equilibrar o lado profissional com o pessoal para que momentos de lazer façam parte da agenda com atividades físicas e tempo com amigos.

Confira a lista completa de dicas para ter uma semana de trabalho mais produtiva: Priorizar tarefas e dividir semana em blocos economizam tempo no trabalho

Comentários