Na hora de demitir, mostre que decisão é definitiva, mas tenha empatia

Data 29/06/2015

André Rapoport, diretor da consultoria Right Management no Brasil, diz que uma demissão bem feita é importante por se tratar de um momento difícil para o funcionário, mas também por ser uma maneira de evitar ações trabalhistas e manter os trabalhadores motivados.

"É preciso se preparar para dar a notícia", afirma.

Veja dicas para demitir:

Sem surpresa 

O desligamento não deveria ser inesperado quando a razão é uma baixa performance. As avaliações regulares devem deixar o funcionário ciente de seu desempenho e propor planos de melhorias.

Definitivo 

O gestor deve estar preparado para informar, com firmeza, o motivo da demissão. Ele deve resistir a dizer que foi uma escolha da empresa, e não sua. Isso passa a ideia errada de que a decisão é reversível.

Prepare-se

Saiba explicar o processo e tenha as respostas para as perguntas mais comuns sobre pagamentos, prazos e cláusulas de confidencialidade. Também explique como será a transição para o sucessor.

Tenha empatia 

Saiba que está dando uma má notícia e coloque-se no lugar do outro. A melhor maneira de mostrar respeito e cordialidade é ser prestativo, passar informações com transparência e de maneira direta.

Esta notícia foi publicada no site da Folha de São Paulo, em 29/06/2015

Comentários