Número de contratações de gestores temporários cresce 52% no Brasil

Data 06/03/2013

Um levantamento global da Robert Half aponta o crescimento nas contratações de gestores temporários no Brasil. Além disso, de acordo com os dados da pesquisa realizada pela empresa, o fator que contribui para esse cenário é a necessidade de as companhias terem profissionais experientes sem, no entanto, arcar com custos mensais elevados.

Realizada com 2,5 mil CFOs em 17 países, entre eles cem diretores financeiros brasileiros, a pesquisa revelou um aumento de 52% nesse tipo de contratação no País nos últimos três anos. Apenas a China ficou na nossa frente, com 76% de crescimento na procura por esse perfil profissional.

“Esses gestores temporários são contratados para atender demandas bem específicas e temporárias, muito comum quando as empresas estão em fase de inovação e em busca de profissionais experientes na área”, afirma Fernando Mantovani, diretor geral da Robert Half no Brasil. “Além disso, o profissional temporário tem a função de transmitir conhecimentos aqueles profissionais que ficam, para que sejam capazes de fazer a manutenção das novas estratégias e sistemas implementados”, conclui.

Nas empresas brasileiras, a maior procura por gestores temporários foi na área de tecnologia da informação (33%), seguida pelos setores de gerenciamento de operações (29%), auditoria e compliance (21%) e contabilidade operacional geral (18%).


*Essa notícia foi publicada no site Administradores, em 05/03/2013

Comentários