O que o CEO espera do RH?

Data 13/06/2017

O que o CEO espera do RH

Neste ano, a PWC, uma das principais empresas de auditoria e consultoria do mundo, publicou a 20ª Pesquisa Global com CEOs, que mapeia as principais preocupações e expectativas dos líderes empresariais. Os dirigentes entrevistados foram questionados sobre quais atividades na empresa são consideradas as mais relevantes para o fortalecimento de suas estratégias. 23% deles afirmaram ser a inovação, em primeiro lugar, seguida pelo capital humano (15%). O relatório identificou ainda que o crescimento orgânico e a redução de custos também estão na pauta de prioridades dos CEOs para 2017.

Para alcançar esses objetivos, os CEOs dependem da área de gestão de pessoas, uma vez que o capital humano é o principal responsável pela implementação dessas mudanças. Diante disso, como o RH pode atuar como um verdadeiro parceiro do CEO? Como apoiar o board nesses desafios e orientar as pessoas para o alcance dos objetivos empresariais?

De olho no negócio

Segundo a Diretora de Recursos Humanos da LG lugar de gente, Anete Castro, “já se foi a época em que o gestor de RH poderia ser aquele que pensa apenas no bem-estar dos colaboradores dentro da empresa. Cuidar dessa parte é importante, mas não deve ser a única prioridade. O novo cenário exige que as organizações façam mais com menos. Sendo assim, o líder de gestão de pessoas precisa cuidar do capital humano de maneira efetiva, desenvolvendo e potencializando talentos para, consequentemente, aumentar a produtividade da companhia”.

Para isso, ela aponta que é essencial que ele entenda e fale a linguagem do negócio, bem como conheça seus objetivos estratégicos. A partir daí, Anete acredita que será possível fazer com que diretoria e colaboradores caminhem juntos, em harmonia, na busca pelos melhores resultados.

7 dicas para se tornar um aliado do CEO

Além de lidar com as habituais responsabilidades do RH (remuneração, treinamento, recrutamento, benefícios etc.), o que a área deve fazer? Para ajudar você, gestor de RH, a ficar mais próximo do CEO, separamos algumas dicas dadas pela Presidente da LG lugar de gente, Daniela Mendonça.

1º – Participar ativamente da construção da estratégia da empresa e saber desdobrá-la para os objetivos da gestão de pessoas;
2º – Agir de acordo com os valores da organização e disseminá-los;
3º – Entender o senso de urgência das demais áreas da companhia e saber dar respostas dentro desse tempo;
4º – Promover encontros e reuniões de discussões com o board sobre as pessoas da empresa;
5º – Participar da tomada de decisões e, principalmente, disseminar a todos da companhia as diretrizes estabelecidas;
6º – Atuar com foco em resultado e ter sensibilidade para lidar com os anseios e expectativas dos colaboradores;
7º – Ao aprovar projetos com a direção, saber apresentar os problemas enfrentados no cenário atual, mostrar a visão de futuro (após o projeto ter sido finalizado) e o ROI (em números), ou seja, os ganhos e a contribuição daquele projeto para a estratégia da organização.

Segundo Daniela, as pessoas são o pilar mais importante e é a partir delas que a empresa é construída e conduzida para o atingimento ou não de seus objetivos. “Portanto, a missão do RH é de colaborar de forma efetiva no alcance das metas organizacionais, no que diz respeito à condução dos processos e projetos ligados à gestão de pessoas”, afirma a Presidente da LG lugar de gente.

Quer conhecer outras dicas de profissionais referência do mercado de gestão de pessoas? Então, baixe o ebook “O que pensam os grandes líderes de RH do Brasil” e se inspire com 13 histórias de liderança.

Comentários