Pausa na carreira pode exigir esforço para se reposicionar na volta

Data 30/10/2012

Colocar a carreira de lado para ter filhos, cuidar de um parente doente, estudar ou descansar exigirá do profissional na hora de voltar ao mercado certo esforço para conseguir se reposicionar. Ter uma boa justificativa para explicar às empresas o afastamento é o primeiro passo, afirma especialista.

As empresas, normalmente, não mostram resistência em contratar pessoas que se afastaram por determinado período. Mas questionam aqueles que se afastaram por motivos fracos e que utilizaram o tempo de forma displicente, afirma especialista. "No momento de voltar, estas pessoas não conseguem justificar o movimento que fizeram e os ganhos que tiveram, demonstrando porque estão mais preparadas para o retorno ao mundo corporativo", conta Andrea de Paula, sócia-diretora da Ascend RH.

Existem várias razões para deixar o mundo corporativo por um período. Em caso de situações impostas, por exemplo, uma doença grave, a justificativa é clara, mais fácil de apresentar e de ser compreendida. "Já no caso de querer descansar ou dedicar-se a um MBA part-time, a sabatina será mais dura", diz Andrea.

Do lado da empresa, as grandes questões são a rápida obsolescência de quem se afasta do trabalho, a mudança de ritmo de vida que pode custar mais tempo para adaptação às demandas do mundo corporativo, a real intenção do profissional em dar foco ao seu trabalho e a afinidade do profissional com o universo corporativo.

Para Andrea, "o profissional que decide se afastar deve pensar em como gerenciar recursos disponíveis ao longo desse tempo, de forma a criar condições para um retorno ao mercado mais tranquilo".

Segundo ela, é importante buscar atualização (leitura, participação em eventos, estudar assuntos relevantes), networking (manter e expandir a rede de contatos), executar trabalhos como free lancer e outras ações possíveis de executar. Com isso, será mais tranquilo mostrar a qualidade da decisão que tomou e a conexão mantida com o mundo do trabalho e sua própria carreira, afirma Andrea.

 

*Essa notícia foi publicada no site Administradores, em 28/10/2012

Comentários