Por que você deveria melhorar sua estratégia de autodesenvolvimento?

Data 29/03/2017
pessoa concentrada

pessoa concentrada

Por César Ayer*

Antes de falarmos sobre o assunto é importante entendermos o que significa essa prática. Quando buscamos o autodesenvolvimento estamos fazendo o exercício de ampliar a consciência de quem somos e do nosso papel no mundo.

Acredito que o primeiro passo para o autodesenvolvimento é a clareza do nosso objetivo, ou seja, o “norte pessoal”. O propósito é a principal razão, ou deveria ser, o motivador para orientar nossos valores, capacidades e comportamentos no ambiente. Uma vez que eu defino o meu propósito (pessoal ou profissional) o próximo passo é compreender quais são os meus modelos mentais, ou seja, formas de pensar que me permitirão desenvolver as capacidades que eu preciso. Você já se perguntou quais são os seus pontos fortes? O que você faz de melhor? Como você impacta o mundo com seus talentos?

Depois dessa etapa, é hora de identificar aquelas capacidades ainda pouco desenvolvidas e que precisam ser gerenciadas até que possamos evoluí-las a um patamar, no qual, possam ser melhor aproveitadas e não anulem os nossos principais pontos fortes. Essa não é uma etapa tão simples, pois, estaremos entrando em contato com aquilo nos provoca certo incômodo. Esse incômodo deve nos mover para o autoaprimoramento.

Complementando este ciclo, há a necessidade de termos a consciência do impacto dos nossos comportamentos nos ambientes onde atuamos (autogerenciamento). Como nossos pontos fortes, capacidades e pontos de desenvolvimento são percebidos pelo meio e nos ajudam (ou prejudicam) a nos relacionarmos com o outro.

A esse estimulante e desafiador exercício do autodesenvolvimento dei o nome de 3`As – Autoconhecimento, Autoaprimoramento e Autogerenciamento. Esses três passos podem nos possibilitar um novo significado e novas formas de pensar, sentir e agir diante da vida. Só por isso, já te aconselharia a aplicar os 3A’s.

A questão é que algumas pessoas acreditam que o autoconhecimento só tem espaço quando buscamos realizar alguma coisa diferente daquilo que estamos acostumados a fazer ou viver, e com isto, perdem uma grande chance de se aperfeiçoarem e viverem ainda melhor dia após dia.

Por isso sempre pense: quando começar? Agora. Por quanto tempo manter? Por toda vida. Isso porque, somos todos seres em desenvolvimento e a experiência humana é a oportunidade que temos para promover esse aperfeiçoamento. Guimarães Rosa já dizia “Quem elegeu a busca não pode recusar a travessia”.  Boa sorte!

*César Ayer é trainer da Crescimentum. Formado em Administração de Empresas e Pós-Graduado em Marketing. Há 14 anos atua como consultor em T&D. Especialista em Liderança. Treinou mais de 10 mil profissionais. Certificado como Coach pela Comunidade Internacional de Coaching (ICC), Master em PNL pela Sociedade Brasileira de PNL. Especialista em Gestão de Cultura pelo Barrett Values Centre e Behavioral Analyst pela Thomas International. Atua em programas de liderança em diversos segmentos da indústria, serviço e varejo.

Comentários