Profissionais brasileiros esperam receber menos bônus neste ano

Data 09/06/2014

Pelo menos em relação ao ano passado, os profissionais brasileiros devem receber menos bônus neste ano por seu desempenho. Ainda assim, o país é o mais otimista entre os sete participantes de uma pesquisa da empresa de recrutamento Robert Half.

Menos de um terço (30%) dos brasileiros acreditam que sua empresa dará bônus maiores neste ano do que no ano passado. Na pesquisa de 2013, essa parcela era de 46%. “Isso reflete a realidade financeira das empresas do país, uma vez que os bônus estão atrelados à rentabilidade das companhias”, diz Caio Arnaes, gerente sênior da Robert Half. Segundo a pesquisa, a performance da companhia é o principal item considerado para a concessão de bônus em 22% das empresas, e 36% usam uma combinação do desempenho do funcionário e da organização.

Ainda entre os brasileiros, 42% esperam os mesmos valores de bônus recebidos no ano passado, quantidade semelhante à registrada na pesquisa anterior (43%). A maior mudança está no número de profissionais que esperam receber bônus menores (16%) ou nenhum bônus (12%). Na outra pesquisa, esses valores não passavam de 4%.

O levantamento foi feito com mil gestores de recursos humanos do Brasil, Austrália, Áustria, Bélgica, França, Itália, Nova Zelândia e Chile.

Apesar da queda no otimismo, o Brasil ainda é o país onde os profissionais têm maior expectativa de embolsar bônus mais polpudos  neste ano. O Chile vem em seguida, com 25% esperando valores maiores do que o ano passado, seguido pela Áustrália, onde 20% têm essa expectativa.

 

Essa notícia foi publicada no site Valor Econômico, em 06/06/2014

Comentários