Profissões: as dez mais de 2014

Data 20/01/2014

Marketing digital e infraestrutura são campos de trabalho que estarão em alta em 2014, conforme levantamento da empresa de recrutamento Michael Page, que identificou ainda outras oito áreas de atuação que estarão em evidência no ano das eleições presidenciais e da Copa do Mundo. São elas: Planejamento comercial; marketing e vendas; engenharia de orçamento; geociências (geofísica e geologia); ciências atuariais; engenharia de segurança do trabalho; ciência de dados; direito e ciências contábeis e engenharia e economia.

A pesquisa foi feita pela Michael Page, responsável no ano passado pela recolocação de 5 mil profissionais, tomando como base as demandas dos escritórios de São Paulo, Campinas, Rio, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre e Recife.

A procura por profissionais especializados em marketing digital teve um crescimento fora do normal em 2013 e vai continuar muita aquecida em 2014, afirma João Nunes, diretor da empresa de recrutamento. Ele atribui essa demanda maior por essa área ao aumento do consumo em geral no País e a maior conectividade das pessoas. “Além disso, a competição vem aumentando e posicionar bem as marcas para um grupo de mais de 40 milhões novos consumidores no País que migraram para a classe média é o foco”, completa Paulo Pontes, presidente da Michael Page no Brasil.

Profissões disputadíssimas e em falta no mercado são cientista de dados, que atua na área de sistema da computação, seguida por geocientista e atuário. Para preencher as vagas, o jeito é tirar o profissional de outra empresa. “São pessoas que já estão trabalhando, mas que não estão satisfeitas com seus atuais trabalhos”, explica Nunes.

Entre as profissões apontadas como as vedetes de 2014 há várias que tem relação com dados e números, como atuários, contadores e economistas, o que está relacionado à necessidade de as empresas entenderem o padrão de consumo dos clientes. “Antigamente, as empresas tentavam saber isso pelo histórico de vendas. Hoje, há outras formas de se fazer isso, como por meio da análise de dados. Por essa razão – e pela tendência de crescimento do consumo em 2014 -, as empresas procuram profissionais que saibam capturar e interpretar dados”, explica o diretor da Michael Page.

Vale destacar que a demanda por profissionais de determinada área não surge da noite para o dia. Costuma ser um movimento bastante previsível. “Geralmente, a demanda por determinada posição começa nas grandes empresas, e nos dois a três anos seguintes passa a ser seguida também pelas médias e pequenas empresas”, explica João Nunes. Portanto, as profissões listadas abaixo fizeram parte da relação de 2013, mas ganharam mais destaque agora.

Confira as coqueluches de 2014 e o que está por trás dessa procura:

Marketing digital

Não há mais dúvidas que o digital é uma realidade dentro do mercado e que as empresas estão cada vez mais vendo a importância de focar nessa área.

Planejamento Comercial

O ano de 2013 foi um ano muito apertado para a indústria de bens de consumo e as projeções para 2014 são de um mercado mais competitivo e com uma margem de lucro menor para conseguir ganhar posicionamento. Daí a necessidade de foco mais estratégico nas ações das áreas comerciais e com viés analítico que acompanham a implantação dessas estratégias diretamente no ponto de venda.

Marketing e Vendas

Com a mudança no perfil e tipo de fonte pagadora, cada vez mais governo, hospitais e operadoras embasam suas decisões em necessidades especificas e nos conceitos de healtheconomics. É fundamental que os fornecedores estejam preparados para entender e atender as demandas destes mercados.

Engenheiro de orçamento

A necessidade de maior controle sobre o retorno financeiro das obras (margens menores) e a uma expectativa de maior volume de obras de infraestrutura explica a demanda por esse tipo de profissional.

Geocientistas (geofísico, geólogos)

Concentrada na expectativa de que a indústria de petróleo vai ter um ano melhor em 2014.

Engenheiros de Segurança do Trabalho

Maior preocupação das empresas e sociedade sobre a saúde do trabalho e a uma expectativa de maior volume de obras de infraestrutura.

Atuário

Expectativa de crescimento devido ao bom momento vivido pelo mercado de seguros e resseguros em 2013.

Cientista de dados (formação em ciência da computação ou análise de sistemas)

Essa profissão estará em alta devido às oportunidades do aumento da aplicação das tecnologias do big data, conceito fundamental no armazenamento de dados e maior velocidades dos sistemas.

Direito/Ciências Contábeis

Devido à complexidade fiscal brasileira, que continuará demandando posições com essa formação. O perfil exige excelente base técnica fiscal e destaque para os que possuem boa visão de negócios.

Engenharia/Economia

Profissional comum em posições de modelagem financeira e viabilidade de novos negócios/projetos (mercado de infraestrutura deverá estar aquecido).Executivo com excelente visão analítica, base financeira e visão holística.

 

*Essa notícia foi publicada no site Canal RH, em 09/01/2014

Comentários