Projeto virtual lida com ansiedade da geração Y em relação à carreira

Data 12/09/2012

Depois de terminar a faculdade, é melhor abrir uma empresa ou tentar uma vaga de trainee em uma grande companhia? Como ter paciência e foco para crescer na carreira? Ajudar os jovens a resolver esses dilemas é o objetivo do projeto virtual Será que Tá Certo?, que inclui um canal no YouTube em que empreendedores respondem esse tipo de pergunta.

O projeto foi idealizado pelo empresário Bruno Perin, 25, pesquisador em neuromarketing e marketing de relacionamento. Ele diz que, durante palestras sobre empreendedorismo em faculdades do Rio Grande do Sul, professores manifestaram preocupação com a formação dos alunos para a vida corporativa ou para o empreendedorismo.

Ele convidou profissionais como Malte Huffmann, sócio-diretor da loja on-line Dafiti, considerada um fenômeno recente do comércio virtual brasileiro, e Rodrigo Borges, cofundador da Buscapé Company, para gravar vídeos de orientação sobre o assunto. Novos vídeos vão ao ar todas as terças-feiras.

Perin diz que os jovens da chamada geração Y (nascidos entre 1978 e 2000), da qual ele próprio faz parte, são muito ansiosos em relação à carreira.

"A geração Y é ansiosa por si só. E aí aparecem casos como o do Mark Zuckerberg [criador do Facebook], que tiveram sucesso desde cedo, e o cara pensa: "Não quero esperar até os 50, eu quero ter sucesso com 25", diz. "Mas ele não tem a calma de entender que há um processo, que não se cria uma empresa do dia para a noite, que não é só ter uma ideia magistral e ficar rico."

O empresário afirma que o projeto também tem o objetivo de incentivar os estudantes a entrar no mercado de trabalho e a aprender a lidar com a vida corporativa.

"Como o poder aquisitivo no Brasil cresceu, muitos jovens não têm a necessidade de trabalhar, porque a família os banca. Dessa forma, quando eles vão trabalhar e acontece algo de ruim, não precisam se submeter e vão embora."

Ele também planeja lucrar com a ideia, fazendo pesquisas entre os usuários do canal e vendendo para empresas.


*Essa notícia foi publicada no site da Folha de São Paulo, em 06/09/2012