Psicologia Positiva: como esta nova vertente da psicologia pode apoiar você e os colaboradores da sua empresa

Data 26/06/2012

Passar por um processo terapêutico está tornando-se cada vez mais comum para quem está inserido no ambiente organizacional. Alta pressão, estresse, estafa emocional, irritação, ansiedade, depressão são as principais consequências ocasionadas pelas más condições de trabalho, conflitos entre colaboradores, seus chefes, desmotivação e carga horária excessiva.

Mas como restabelecer nestes colaboradores a vontade de continuar profissionalmente? E como fazer com que estas experiências ruins no ambiente de trabalho não impactem diretamente em sua vida pessoal e no futuro de sua carreira?

"Estas são questões importantes e devem ser debatidas pelas empresas e pelos gestores de forma responsável, pois o ambiente organizacional, a forma de liderança e a comunicação são itens decisivos para a saúde emocional dos colaboradores", destaca o presidente do Instituto Brasileiro de Coaching, o Master Coach Trainer, José Roberto Marques

A depressão é hoje uma das principais doenças responsáveis pelo alto índice de afastamentos do trabalho, e em 2011 tirou do mercado mais de 1,3 milhão de trabalhadores brasileiros. E segundo pesquisa da Universidade de Brasília – UNB estima-se ainda que 70% da população brasileira sofra de estresse.

Nesse sentido a Psicologia Positiva, desenvolvida pelo psicólogo americano Martin Selignam, pode contribuir decisivamente para a saúde mental dos profissionais, uma vez que esta abordagem foca nas emoções positivas e na resiliência, que é a capacidade de superação quando eventos ruins acontecem, e pode proporcionar uma reestruturação emocional de forma mais efetiva aos profissionais. A partir do arcabouço teórico, e das descobertas da Psicologia Positiva, é possível desenvolver uma cultura organizacional com foco no positivo e na obtenção de resultados.

Segundo a experiência de mais de 20 anos de Selignam como terapeuta, mais do que qualquer medicação antidepressiva ou abordagem terapêutica usual, que busca o alívio dos sintomas da doença, mas não dá ao cliente ferramentas para que ele encare novas situações de forma mais efetiva, a psicologia positiva busca uma visão mais otimista, onde o que impera é viver com doses equilibradas do que ele chama de fórmula para o Florescimento, exemplificados no termo PERMA, que representa:

Positive Emotions (Emoções Positivas)

Engajament (Engajamento)

Relashionships (Relacionamentos saudáveis)

Meaning (Sentido/espiritualidade/propósito)

Accomplishment (Realizações)

Isso significa que para buscar superar adversidades e alcançar objetivos, é preciso focar nas forças pessoais motivadoras, o que representa; ter emoções positivas e alimentá-las, cultivar relacionamentos sadios, estar engajado, fazer aquilo que lhe é prazeroso, e essencialmente identificar o Propósito de vida.

"Este último item parte de um poderoso autoconhecimento, onde o profissional pode conhecer sua essência, focar em suas qualidades, pontos fortes, buscar minimizar os pontos de melhoria e superar os sintomas dolorosos provenientes da pressão por resultados no ambiente de trabalho", finaliza o presidente do IBC.

 

Essa notícia foi publicada no Administradores, em 21/06/2012