Recém-contratado tem de tirar férias antes de começar em empresa dos EUA

Data 30/04/2013

Quem começa um novo emprego na start-up (empresa iniciante) americana 42floors, uma ferramenta de busca de espaços para escritório, é estimulado a tirar duas semanas de férias a partir de seu primeiro dia de trabalho. O funcionário entra na folha de pagamento e sai de férias ao mesmo tempo.

A política da empresa foi compartilhada pelo seu fundador, Jason Freedman, no site de notícias Business Insider.

Antes de adotar a medida, Freedman já havia criado uma política em que qualquer funcionário podia tirar quanto tempo de férias remuneradas quando quisesse. "Como são todas pessoas inteligentes, motivadas e responsáveis, não temos que nos preocupar com abusos", explica o empreendedor.

Muitas pessoas, no entanto, ainda não tiravam férias: "É difícil afastar-se do trabalho", diz Freedman, ao defender que pessoas envolvidas com pequenas empresas tendem a não se desligar de suas funções. Daí o motivo para incentivar o descanso logo no início.

"Se a pessoa está desempregada, sente a obrigação de procurar por trabalho. Se está empregada, sente-se obrigada a conferir como vão as coisas no escritório." O empresário defende que o melhor é tirar férias quando já está certo de que se irá começar uma coisa nova, sem ter iniciado de fato. "Mas as pessoas acreditam que seria constrangedor pedir para aproveitar esse momento perfeito. Então adotamos essa política na empresa." Até agora, o convite teve 100% de adesão.

Freedman diz que esse modelo de férias ajuda os novos funcionários a fazer a transição para o novo emprego.

 


*Essa notícia foi publicada no site Folha de São Paulo, em 29/04/2013

Comentários