Reconhecimento alinhado ao negócio

Data 24/06/2014

Em 1936, o famoso cineasta britânico Charles Chapplin ironizou, através do filme Tempos Modernos, a forma como a Revolução Industrial “engolia” os funcionários em um sistema que os tornavam apenas mais uma peça dentro da organização. Já naquela época, o artista evidenciava em sua obra que modernidade e tecnologia não podem sobrepor às pessoas. Afinal, a tecnologia é feita por gente e para gente.

De lá para cá, muita coisa mudou. Mudaram as pessoas, a economia, o governo e, como não poderia deixar de ser, a tecnologia e os valores também. A cada dia, as empresas estão mais conscientes que as pessoas são o principal ativo da organização e que sem o desenvolvimento de seus recursos humanos, dificilmente, uma organização alcançará resultados sustentáveis que perdurem ao longo dos anos.

Consciente disso, o Laboratório Teuto, que possui mais de seis décadas de expertise na área da saúde, investe há quatro anos nos programas Ideia Premiada e Olho Vivo, cujo objetivo é reconhecer os colaboradores que contribuem para a economia de recursos dentro da organização e para melhoria da eficiência dos processos internos.

O Diretor de Marketing do Teuto, Ítalo Melo, explica que o programa Ideia Premiada surgiu com o intuito de reconhecer as sugestões dos colaboradores que, de alguma forma, cooperaram para a melhoria de processos e, consequentemente, levaram a uma maior produtividade. Já o Olho Vivo, foi criado com o objetivo de reduzir custos tangíveis, ou seja, a premiação é concedida às ideias que gerem uma economia direta para a organização.

Ítalo destaca ainda que as sugestões dos colaboradores são depositadas em urnas espalhadas pela empresa, enviadas por e-mail ou entregues aos departamentos de marketing e controladoria. As ideias levadas pelos funcionários, geralmente, passam pela aprovação do gestor da respectiva área a qual se refere o projeto, pelo crivo técnico da companhia e pela controladoria financeira da empresa, que avalia a viabilidade de execução da mesma.

Redução de custos X Qualidade

Através desses dois projetos, a empresa motiva e reconhece seus colaboradores, já que a premiação conta com viagens, motocicletas, cursos, eletrodomésticos e é entregue em cerimônia realizada com a presença dos gerentes e diretores da organização. Além disso, ainda gera redução de custos sem que haja perda de qualidade. Segundo o Diretor de Marketing, já houve ideias que levaram a empresa a economizar de um a três milhões de reais. “Nós realmente acreditamos, não apenas da boca para fora, que as pessoas são os ativos mais estratégicos que as organizações possuem. Pessoas motivadas, treinadas e alinhadas ao negócio da empresa produzem muito mais do que colaboradores sem direcionamento. O Teuto investe nesses programas por entender que eles são um ganha-ganha, ou seja, a empresa ganha e os colaboradores também”, ressaltou Ítalo.

Para ele, o sucesso desses programas está em fazer as pessoas comprarem o projeto e compreenderem seu papel dentro da empresa. “Nós entendemos que a busca pela eficiência perpassa por três pontos: tecnologia, engajamento e conhecimento. Por isso, investimos em máquinas que usam tecnologia de ponta, engajamos nossos colaboradores para que eles se sintam motivados a participar dos projetos e proporcionamos treinamento de alta qualidade. O funcionário precisa ser motivado cada vez mais a fazer parte do negócio da empresa e não a ficar apenas na execução”, completou.
 

Reconhecimento alinhado ao negócio

Entre os prêmios recebidos pelos colaboradores estão cursos de idiomas, eletrodomésticos e viagens

Comentários