Salário médio de admissão alcança o valor de R$ 816

Data 31/01/2012

 

Aumento real – acima da inflação – é de 28% em comparação com o primeiro trimestre de 2003.

No primeiro trimestre de 2010, os salários médios de admissão, tiveram um aumento real de 4,37%, em relação ao mesmo período de 2009. O salário passou de R$ 782,53 para R$ 816,70. Na comparação entre o primeiro trimestre de 2003 e o primeiro trimestre de 2010, os salários médios de admissão registraram um aumento real de 28,53%, oriundo de aumentos generalizados.

São Paulo foi a Unidade da Federação que apresentou o maior salário médio de admissão, que foi de R$ 937,92. Seguidos por Rio de Janeiro (R$ 902,27), Distrito Federal (R$ 837,43), Santa Catarina (R$ 780,11) e Espírito Santo (R$ 773,23).

Houve uma elevação quase generalizada dos salários de admissão entre as Unidades da Federação. Os estados que mais se destacaram com as maiores taxas de aumento foram Piauí, com o aumento de 13,69%, Rondônia, com 10,84%, Alagoas, com 10,83%, Sergipe, com 10,74%, e Roraima, com 10,32%.

O salário de admissão dos homens teve um aumento de 4,50%, passando de R$ 813,47 no primeiro trimestre de 2009, para R$ 850,07 no mesmo período de 2010. Já o das mulheres teve aumento de 3,79%, passando de R$ 725,49 para R$ 752,98. O Nordeste é a região em que há um maior equilíbrio entre os salários feminino e masculino, equivalendo a 93%, ante uma média nacional de 89%.

Com relação ao grau de instrução, os dados apontam aumentos reais em todos os níveis para homens e mulheres. Foi constatado que dentre pessoas que cursaram até o quinto ano do ensino fundamental, os homens tiveram ganhos reais maiores que as mulheres. Para pessoas com ensino médio incompleto, houve praticamente o mesmo percentual de aumento entre os dois gêneros. Já para as mulheres com níveis de escolaridade mais elevados, foram registrados ganhos reais maiores que os obtidos pelos homens.

Dentre os trabalhadores com grau de instrução superior incompleto e superior completo, nos quais predominam as mulheres, é onde se observa a menor diferença entre os salários femininos e masculino. O salário médio de admissão dos trabalhadores que possuem educação superior completa foi de R$ 2.007,65, o que permite concluir que trabalhadores com maior grau de instrução obtêm maiores remunerações.

Com relação aos setores, a atividade econômica que obteve maior aumento nos salários de admissão foi a Extrativa Mineral com percentual de 18,22%. Em seguida ficaram as Instituições Financeiras (9,32%) e os Serviços Industriais de Utilidade Pública (7,27%).

As mulheres vêm se destacando cada vez mais em atividades onde predominam os homens. O salário médio de admissão das mulheres foi superior ao recebido pelos homens nos seguintes setores: Extrativismo Mineral (16,88%), Indústria de Produtos Minerais Não-Metálicos (5,53%), Serviços Industriais de Utilidade Pública (16,05%) e Construção Civil (10,04%).

Essa notícia foi publicada no Ministério do Trabalho e Emprego, em 16/04/10.