Seguro-Desemprego: reajuste trará um impacto de R$ 1,5 bi aos cofres públicos

Data 29/12/2009

 

O reajuste de 9,6774% no Seguro-Desemprego, concedido por meio de resolução do Codefat (Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador) publicada na última segunda-feira (28) no Diário Oficial da União, causará um impacto de mais de R$ 1,584 bilhão aos cofres públicos nas parcelas de todas as modalidades do benefício.

De acordo com o Ministério do Trabalho, o aumento, que entrará em vigor a partir de janeiro de 2010, tem relação com o reajuste de mesmo percentual concedido ao salário mínimo pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, por meio de Medida Provisória assinada na última semana.

Cerca de 6,2 milhões de brasileiros devem receber o Seguro no próximo ano, totalizando R$ 17,9 bilhões em parcelas do benefício. Outros R$ 727,6 milhões estão previstos para o incremento do Abono Salarial, considerando a projeção de pagamento de benefícios no calendário 2009/2010.

Ao todo, esses valores corresponderão a um adicional de R$ 2,312 bilhões circulando na economia no próximo ano.

Calcule a parcela do seu benefício

Para saber o valor da nova parcela do Seguro, basta fazer as seguintes contas. Se a média dos três últimos salários for de até R$ 841,88, o valor da parcela do benefício será a média obtida multiplicada pelo fator 0,8.

Se a média dos três últimos salários estiver entre R$ 841,89 e R$ 1.403,28, o valor do Seguro será essa média multiplicada pelo fator 0,5. O resultado dessa multiplicação, neste caso, ainda deve ser somado a R$ 673,51.

Caso a média dos três últimos salários estiver acima dos R$ 1.403,28 o valor da parcela do benefício será R$ 954,21.

Essa notícia foi publicada na Info Money, em 29/12/09.

Comentários