fbpx

Taxa de desemprego cai para 10,6% no mês de agosto, diz Dieese

Data 30/09/2013

A taxa de desemprego teve leve queda no trimestre encerrado em agosto, passando de 10,9% para 10,6%, de acordo com a PED (Pesquisa de Emprego e Desemprego) realizada pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudo Socioeconômico) e Seade (Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados).

Foram abertas 83 mil vagas, 0,5% a mais do que o registrado na pesquisa de emprego e desemprego relativa ao trimestre encerrado em julho.

O total de ocupados nas sete regiões metropolitanas onde a pesquisa é realizada foi estimado em 19.909 mil e a População Economicamente Ativa ficou em 22.265 mil.

As regiões que tiveram redução na taxa de desemprego foram: São Paulo (de 11% para 10,4%), Belo Horizonte (de 7,1% para 6,9%), Fortaleza (de 8,4% para 7,9%), Porto Alegre (de 6,7% para 6,5%) e Salvador (de 18,7% para 18,2%).

Já no Distrito Federal houve aumento de 12,1% para 12,3% e no Recife a taxa subiu de 13,4% para 14,2%.

Comércio e reparação de veículos foram os que mais contrataram

As maiores chances de contratação apareceram no segmento do comércio e reparação de veículos automotores e motocicletas que ampliou o quadro de pessoal em 1,3%, com 49 mil novos postos de trabalho.

O segundo maior empregador foi a indústria de transformação, com 15 mil vagas, 0,5% acima do apurado na pesquisa passada.

Nos serviços, as ofertas de emprego mantiveram-se estáveis, com variação de 0,3% e 39 mil vagas. No setor de construção houve corte de mil empregados, o que representa uma queda de 0,1% sobre o resultado de julho.

Rendimento médio fica em R$ 1.632

O rendimento médio real dos ocupados passou para R$ 1.632 (1,2%). No caso dos assalariados, a renda aumentou 0,6%, totalizando R$ 1.677.

Nas capitais, o rendimento médio real dos ocupados cresceu em Belo Horizonte (6,5%, passando a equivaler R$ 1.722), Salvador (2,2%, R$ 1.161), Distrito Federal (0,8%, R$ 2.275), São Paulo (0,6%, R$ 1.747) e Porto Alegre (0,4%, R$ 1.714).

O nível de rendimento manteve-se estável em Recife (-0,1, R$ 1.207) e houve redução em Fortaleza (- 0,9%, R$ 1.080).

 


*Essa notícia foi publicada no site Uol, em 25/09/2013

Compartilhe:
Comentários