Você sabe onde quer chegar?

Data 02/07/2013

*Por Sérgio David


Tempos atrás, quando comecei a pensar numa carreira como palestrante, um profissional experiente na área me disse que seria imprescindível que em minhas palestras, eu falasse sobre um assunto específico. Disse que isso ajudaria a criar uma marca e tornaria mais fácil a compreensão de minha mensagem. Achei uma tarefa difícil, já que tantos assuntos relacionados a comportamento humano, me interessavam. Pensei, inclusive, que comportamento humano fosse já, um tema claro e interessante. Até que uma colega de faculdade me questionou “qual o tema de suas palestras?” e eu tive dificuldade de explicar. Refleti muito sobre o estabelecimento de um foco e sobre a objetividade de minha mensagem. Então, me dei conta que “metas e objetivos”, seriam um ótimo tema. É sobre isso que quero falar hoje.

Estabelecer objetivos ou planejar os resultados que deseja alcançar, é ações de suma importância para o sucesso de uma carreira, mas percebo que nem todos sabem como fazer. Pior do que isso, às vezes, imaginam ter clareza de seus objetivos, mas estão com o foco em outra coisa. Explico. Você já intencionou alcançar um resultado e teve a impressão de que todos os seus esforços te conduzem noutra direção? Vejamos alguns exemplos.

Conheci muitos professores que tinham como objetivo, “dar aulas”. Estes, frequentemente se irritavam ao se depararem com alunos que tinham maior dificuldade para aprender. Dar aula é diferente de ensinar e termina quando toda matéria é passada. Provavelmente, se tivessem como objetivo o aprendizado desses alunos, sentiriam-se motivados a buscarem novas ferramentas e estratégias para viabilizar o seu entendimento.

Já vi pessoas que se casam, tendo como objetivo, manter o prazer da vida de solteiro. Estas pessoas, fatalmente, se incomodam com o desejo do cônjuge, de ficar junto. São objetivos diferentes para o mesmo casamento. Por outro lado, se tiverem como objetivo serem felizes juntos, sentirão prazer nos programas a dois e nos planos que os vinculem cada vez mais aos parceiros.

Você já deve ter visto partida de futebol em que um jogador demonstre o objetivo maior de brilhar sozinho. Esse atleta, possivelmente, não enxergue as inúmeras solicitações de seus colegas para passar a bola. Ao passo que, se o objetivo fosse o sucesso da equipe, sem ser solicitado, buscaria armar jogadas envolvendo seus parceiros, se isto aproximasse o time da vitória.

Qual é o seu objetivo? Já pensou sobre o assunto? A falta de metas e objetivos na vida pessoal ou profissional, podem fazer com que você não saia do lugar ou ande em círculos. No entanto, ter objetivos equivocados, pode fazer com que você jogue contra, ou seja, boicote a empresa e a si mesmo.

Tenha certeza de que está investindo esforços na direção correta. Para seu conhecimento, estamos falando de um processo que, na maior parte das vezes, acontece inconscientemente. A escolha do foco de nossa energia, em geral, é determinada pelo princípio do prazer. Isto é, somos compelidos a objetivar a satisfação momentânea e imediata. Então, embora saibamos o que deveríamos fazer ou o que é esperado de nós, somos atraídos a buscar o prazer como resultado. E, nem sempre o que gostaríamos de fazer corresponde ao que precisaríamos fazer.

Por esta razão, a escolha de objetivos precisa passar pelo crivo do racional. Fazer o que preciso, pode me trazer satisfação somente no final. Neste caso, devo considerar como critério na definição de objetivos, o meu senso de responsabilidade, ao invés do prazer. Sempre que se vir confuso no meio de uma atividade, é importante perguntar “o que, realmente, quero com isso?” “como vou conquistar essa meta?”. Ao passar, previamente, todo o proecsso por sua inspeção mental, você evita se perder, torna-se mais claro em seu discurso e ações, evita boicotar seus planos e as estratégias da empresa em que trabalha.

E aí, já sabe qual é o seu objetivo?


*Sérgio David é coach e consultor organizacional do Canal Desenvolver, formado em Psicologia pelo Mackenzie, com pós-graduação em Gestão Estratégica de Pessoas.Palestrante especialista em temas relacionados a comunicação assertiva, desenvolvimento profissional e carreira. Profissional com 12 anos de experiência na área de RH, tendo seu maior foco em desenvolvimento de pessoas, tendo já treinado milhares de profissionais.

Compartilhe:

Comentários