Tire seus sonhos da gaveta: como alinhar os sonhos do colaborador ao crescimento da empresa?

Data 17/07/2018
Janete Vaz CONARH

Nos dias 14 a 16 de agosto, acontece o 44º Congresso Nacional sobre Gestão de Pessoas (CONARH). Para dar uma prévia do que será discutido no evento, a LG lugar de gente está realizando uma série de entrevistas com profissionais da área que estarão presentes no congresso.

Para estrear esses bate-papos, convidamos a palestrante Janete Vaz, cofundadora e Presidente do Conselho de Administração do Grupo Sabin e eleita por dois anos consecutivos uma das Mulheres mais Poderosas do Brasil pela Forbes, para falar da importância de transformar em ação os seus sonhos e compartilhar dos sonhos de seus colaboradores.

 Janete Vaz CONARH

Foi pensando na importância de respeitar o ser humano e na diversidade, que o Sabin se tornou uma das 10 melhores empresas para se trabalhar no Brasil e figura por anos no ranking das melhores na América Latina, do Centro-Oeste e da Bahia, sendo a Melhor Empresa para Trabalhar na Área de Saúde.

Veja como a empresa considera o sonho de seus colaboradores em seu plano de crescimento.

1 – Tire seus sonhos da gaveta

Desde sua fundação, em 1984, o Sabin começou a investir, mesmo que empiricamente, em valorização do desenvolvimento pessoal, familiar e profissional. Janete Vaz considera que foi nesse contexto que a empresa identificou a importância de estar atenta às necessidades pessoais dos trabalhadores e trazer para a companhia a responsabilidade de vários outros aspectos que envolvem a vida do colaborador – sonhos, família, saúde – para garantir o engajamento dos profissionais na missão das organizações.

“É um ciclo: uma empresa, para ter bons resultados, precisa cuidar e valorizar seus colaboradores para que eles cuidem mais e melhor de seus clientes. Pessoas felizes produzem mais e melhor”, considera Janete.

2 – Para além da lucratividade, foque no desenvolvimento

Janete Vaz reforça que, para o Sabin, a conquista de uma organização só é verdadeiramente adquirida quando, além da lucratividade, ela é capaz de promover diretamente o desenvolvimento de todas as pessoas envolvidas no processo, desde o maior acionista ao executor da tarefa mais simples e, ao mesmo tempo, a elevação da qualidade de vida da sociedade.

Olhando para trás, a palestrante do CONARH observa que termos tão usuais hoje em gestão como inovação, resiliência, ética e compliance são práticas adotadas pelo Sabin desde o princípio: “Isso faz toda a diferença para chegarmos aos dias de hoje com um ambiente de trabalho que estimula a qualidade de vida do trabalhador. Todos os sonhos podem se tornar realidade. Basta tirá-los da gaveta e lutar por eles com paixão, garra, determinação, foco e motivação”.

3- Gestão com amor

“Para crescer com sustentabilidade, é necessário ter ações planejadas, pessoas capacitadas, desenvolvidas e empoderadas. Para isso, não podemos perder a sensibilidade, o carinho e o amor”, acredita ela.

O Sabin desenvolve uma política de gestão que procura entender as necessidades dos colaboradores, conhecendo-os na intimidade, inclusive no âmbito familiar. Uma vez que as pessoas possuem ambiente de trabalho motivador e ferramentas de gestão que auxiliam suas tarefas do dia a dia, a cobrança pela obtenção de metas e resultados é feita de maneira mais próxima e cuidadosa, buscando-se identificar questões que não estão necessariamente relacionadas ao trabalho.

4- Jeito Sabin de ser

Os colaboradores são o capital humano do Sabin e isso representa um dos pontos mais significativos para o sucesso da organização. O grupo procura desenvolver um modelo de gestão adequado, que possa combinar a formação e o desenvolvimento de pessoas talentosas com um ambiente propício para o alcance da visão e das metas por parte da empresa e das pessoas.

Para Janete, é fundamental criar vínculos emocionais e um ambiente que favoreça o relacionamento como o melhor caminho para a eficiência e eficácia.

5- Práticas e cuidados de bem-estar

No Sabin, os colaboradores são reconhecidos pelos resultados, comprometimento e produtividade no trabalho, alinhando os objetivos corporativos com os desejos pessoais dos funcionários.

O modelo de gestão de pessoas baseado nos pilares de atrair, desenvolver, desafiar, reconhecer, recompensar e celebrar levou o Sabin a adotar políticas e programas baseados em meritocracia, qualidade profissional, plano de carreira e benefícios diferenciados, capazes de atender às diversas necessidades e expectativas dos seus colaboradores.

“O sucesso do processo de expansão, que envolve 4.400 colaboradores distribuídos em 235 unidades, só foi possível porque, com a política de valorização de pessoas, o Sabin garante a formação de uma liderança forte, capaz de disseminar a cultura organizacional e consolidar a marca em outras regiões”, compartilha a cofundadora da empresa.

Assim, os programas e as ações do Sabin procuram desenvolver os líderes, oferecer serviços de saúde física e psicológica, promover jogos e eventos, acompanhar particularmente o indivíduo, estimular a participação da família, além de recompensar os colaboradores pela fidelidade à empresa.

Quer saber mais sobre como alinhar os sonhos dos colaboradores aos planos da empresa? Participe da palestra de Janete Vaz no CONARH.

“Vamos abordar a história das mudanças que provocaram as transformações nos quinze primeiros anos, onde nossos valores foram formados e consolidados em momentos difíceis. Vamos tratar da grande decisão ‘vender ou crescer’ e de quando decidimos pelo PEC: planejamento estratégico do crescimento, e pela expansão pelo Brasil, que provocou nosso crescimento exponencial. E ainda sobre governança corporativa, quando decidimos não colocar a família na gestão, mas sim os profissionais que fizeram carreira na empresa”.

Janete Vaz tem um convite para você:

A ideia de sucesso profissional é subjetiva. Se deseja conquistar reconhecimento no mercado, conforto financeiro ou mais tempo com a família e fazer viagens, o profissional precisa adotar algumas atitudes para conquistar seus sonhos. Entre as mais importantes estão: aprender a traçar objetivos; buscar conhecimento e criar networking. E eventos como CONARH são ferramentas fundamentais para o aprendizado e para alcançar seus objetivos.

 

Quer saber mais sobre os temas ministrados no congresso? A LG lugar de gente entrevistou alguns dos palestrantes do evento e preparou o ebook “Lições e insights do CONARH 2018”. Clique aqui para fazer o download gratuito.