Feedback contínuo na prática: como fazer sua estratégia de gestão com pessoas funcionar

Data 25/07/2018
feedback contínuo

Consolidada por meio de fusões, a Aon Brasil dobrou o número de funcionários para 2 mil colaboradores, que hoje atuam em nove escritórios nas principais cidades do país. A empresa, especializada em serviços profissionais e soluções voltadas para riscos, benefícios e saúde, entendeu que diante de um cenário de tantas mudanças, precisava aprimorar sua gestão de pessoas. Um dos caminhos encontrados foi o feedback contínuo.

feedback contínuo

Mas como implantar o feedback contínuo e as avaliações orgânicas no dia a dia de uma empresa? A Líder de Consultoria em Talent e Engajamento da Aon Brasil, Daniela Segre, explica que todo processo novo encontra certa resistência, por isso, é fundamental alinhar sua implementação à cultura e às estratégias da companhia. Daniela reforça ainda que o principal ponto é virar a chave e mostrar aos líderes que o propósito da avaliação orgânica é diferente. “Esse novo tipo de avaliação muda o foco do avaliador, que agora trabalha mais na identificação dos pontos de crescimento dos colaboradores e não no apontamento dos problemas ou falhas”, destaca ela.

Como colocar o feedback contínuo em prática?

Daniela Segre_Feedback Contínuo

Daniela Segre, Líder de Consultoria em Talent e Engajamento da Aon Brasil

É fundamental ter um processo de avaliação bem definido, pois isso faz com que todas as lideranças participem. Na AON, a busca por novas metas e objetivos começa sempre em outubro do ano anterior, com uma reunião do conselho executivo sobre desafios e cenários.

Em dezembro, são definidos os objetivos estratégicos que devem ser adotados pela companhia. Mas é em janeiro que o processo de avaliação de desempenho se torna completamente transparente, com ampla divulgação das estratégias. O que permite oferecer o feedback contínuo ao longo de todo o ano.

Conforme ressalta Daniela Segre, um dos impactos positivos dessa nova forma de avaliação com feedback contínuo é um maior engajamento dos profissionais, que entendem qual seu papel na companhia. “Mais engajados, os colaboradores falam bem da empresa, querem permanecer na organização, estão dispostos a dar algo a mais no seu trabalho. E para isso o funcionário precisa ser alimentado frequentemente”, finaliza Daniela.

*SMART: Ferramenta de gestão que tem o objetivo de definir metas traçadas em cima de cinco pilares: “S” (Específico), “M” (Mensurável), “A” (Atingível), “R” (Relevante) e “T” (Temporal).

Sua empresa deseja implantar o modelo de feedback contínuo, mas não sabe que ferramenta utilizar? Quer gerar mais engajamento, mas tem dificuldade de promover o desenvolvimento em tempo real? Conheça o aplicativo Feedback Gen.te, que permite uma nova forma de abordagem da gestão de desempenho.