Inovando diante dos desafios: 4 lições de carreira do maestro João Carlos Martins

Data 11/12/2018
lições de carreira do maestro João Carlos Martins

Aprender, treinar, buscar a excelência no que se faz e não desistir diante dos obstáculos. Esses foram os aprendizados que levaram o maestro João Carlos Martins a ser considerado referência no cenário musical brasileiro e um dos maiores intérpretes de Bach do século XX. Em entrevista à LG lugar de gente, ele deixa algumas lições de carreira que podem inspirar profissionais de todas as áreas. Confira:

1- Não desista diante dos desafios

João Carlos Martins conta que a origem do amor pela música está em seu pai. “Ele sempre sonhou em ser pianista, mas não conseguiu, pois aos dez anos, ele teve uma parte da mão decepada em uma prensa da gráfica onde trabalhava em Portugal. Esse sonho ele transmitiu para os filhos e eu comecei a estudar piano aos oito anos de idade”.

Segundo ele, os desafios começaram quando ainda era criança: uma espécie de tumor no pescoço, cuja operação malsucedida deixou uma ferida como sequela. “Assim, estudar piano foi um refúgio e um consolo, que se transformou em um grande amor. Comecei muito cedo e as coisas foram acontecendo. Depois de seis meses estudando piano e muita dedicação, ganhei meu primeiro concurso interpretando Johann Sebastian Bach”, lembra ele.

O maestro revela que os problemas com as mãos começaram a se manifestar quando tinha cerca de 18 anos. “Em alguns períodos, confesso que tentei me afastar da música, mas não fui capaz de abandoná-la. Acho que a alma do poeta e, principalmente, a disciplina do atleta, me permitiram superar os obstáculos com os quais me defrontei”, afirma.

 2- Acredite no que faz e vá em frente

Ele explica que hoje, após parar de tocar, a orquestra é seu piano. “Como toda e qualquer transição, houve algumas dificuldades e até inseguranças, mas quando a gente acredita no que faz e vai em frente, sempre dá certo”.

João Carlos conta ainda como foi a sua primeira experiência como maestro, em um concerto beneficente. “Comecei tocando algumas peças simples ao piano, depois me despedi do instrumento e assumi a regência da orquestra. Foi um momento muito emocionante. Nos últimos anos como pianista, enfrentei inúmeros obstáculos físicos para poder tocar, por isso, reger a orquestra é hoje uma satisfação imensa. Mas, jamais me esqueço do meu grande companheiro: ao final de todo concerto, sento-me ao piano e com os meus famosos três ou quatro dedos, toco alguma peça para dividir minha emoção com o público”, relata.

3- Busque a inovação

Como regente, João Carlos diz acreditar que um líder necessita ter convicção de seus atos, humildade para aceitar opiniões contrárias e, antes de tudo, nunca perder o foco de seu objetivo. “Todos seguem o mesmo propósito se a liderança do maestro for democrática e se a equipe estiver com a intenção de levar emoção ao público. Eu, intuitivamente, sempre procurei inovar a cada adversidade que aparecia. Quem acredita em si e em inovação jamais perde a esperança em relação ao futuro”, aconselha ele.

lições de carreira do maestro João Carlos Martins

Maestro João Carlos Martins

4- Inspire-se em bons exemplos

O maestro conta que seu pai o ensinou, desde criança, a se espelhar nos bons exemplos da humanidade, principalmente, no que diz respeito à palavra superação. “No momento em que você inicia sua trajetória, você deve procurar unir o sonho à realidade. O que isso quer dizer? Significa conseguir alcançar tudo aquilo que você almejou”, explica.

João Carlos revela que levou esse ensinamento para sua carreira. Segundo ele, desde criança imaginava que chegaria ao Carnegie Hall e aos 20 anos fez a estreia no principal templo da música no mundo. O regente comenta ainda diversos sonhos que foram concretizados após muita dedicação.

“Quando jovem, pensei em tocar e gravar a obra completa de Bach e consegui fazer a gravação integral das composições dele para o teclado, obra da qual me orgulho muito. Também almejava ter meu trabalho reconhecido no país natal de Bach, a Alemanha. Atualmente, tenho um documentário feito na Alemanha e outro na França sobre minha vida, destacando minha interpretação sobre o mestre cantor. Isso prova que você tem que correr atrás dos seus sonhos e, quando você menos espera, seus sonhos correm atrás de você”, finaliza.

Gostou das lições de carreira do maestro João Carlos Martins? Quer saber mais sobre a história de superação dele? Confira a entrevista completa na 19ª edição da Revista Huma. Faça o download gratuito clicando aqui.