RH self-service: mobilidade para otimização de tempo

Data 29/05/2017

pessoa com mobilidade no trabalho

Não dá para ignorar a importância da mobilidade no nosso dia a dia. Atualmente, por exemplo, os brasileiros preferem realizar suas transações bancárias através do smartphone do que pelo desktop,  dispensando a visita às agência físicas. Essa mudança de hábito também se estendeu ao serviço de táxi, que passou a ser uma relação quase 100% mobile, desde o acionamento do motorista até o pagamento da viagem.

As mudanças que essa tecnologia trouxe para o cotidiano são inegáveis. Tanto que despertou atenção das empresas, que estão buscando alternativas móveis que consigam melhorar seus processos e aumentar a produtividade das equipes. “A forma de interação entre as pessoas está mudando e isso reflete em tudo, tanto na vida pessoal quanto na profissional. As empresas necessitam de mais agilidade e de características que as diferenciam. Por outro lado, as pessoas também querem ter melhor qualidade de vida. Nesse cenário, a tecnologia móvel tem sido uma ferramenta para aliar ambas as necessidades”, afirma Renato Rosa, Analista de Pesquisa e Consultoria no instituto de pesquisas IDC Brasil.

E isso não seria diferente na gestão de pessoas. Pressionada para diminuir custos e aumentar a eficiência, a área de RH tem cada vez mais aderido a esse tipo de ferramenta. Segundo o estudo “HR Technology Disruptions for 2017”, realizado pela Bersin e Deloitte, o uso dos aplicativos móveis pode permitir um redesenho total da experiência do colaborador, reduzindo drasticamente os custos, melhorando a produtividade do RH e aumentando o envolvimento dos funcionários.

Isso porque soluções móveis atuais do mercado permitem que algumas atividades exercidas pela área de gestão de pessoas possam ser executadas pelos próprios colaboradores ou gestores, a qualquer hora, de qualquer lugar, desafogando o RH, que pode priorizar ações e programas relevantes para a estratégia da empresa.

Aumento de produtividade para o RH

Imagine se, na sua organização, diversas solicitações como férias, afastamento e benefícios, consulta de recibo de pagamento, marcação de ponto, emissão de relatórios e outras atividades, pudessem ser realizadas pelos gestores e colaboradores através do tablet ou smartphone?

É o que acontece no Grupo Jaime Câmara, maior complexo de comunicação e entretenimento da região Centro-Norte do Brasil com 1.300 funcionários. Segundo a Diretora de RH da instituição, Marisol Lloriz, “Os colaboradores que não ficam na empresa e possuem acesso restrito a computador, como os técnicos e jornalistas que atuam externamente, utilizam o aplicativo para mobile. Dessa forma, eles conseguem ter acesso às mesmas informações por meio de seus smartphones. Antes, algumas vezes, recebiam os contracheques após o depósito bancário em suas contas correntes. Isso causava transtornos, pois quando haviam dúvidas a respeito dos valores depositados, as pessoas ligavam no RH e ocupavam a equipe com essas atividades”.

Realidade também vivenciada pela Sanofi, uma das maiores empresas farmacêuticas do mundo com 5.400 colaboradores no Brasil. Segundo o Gerente de RH da empresa, Marcel Fernandes, a companhia passou a adotar a tecnologia móvel desde 2014. Ele conta que algumas atividades do RH deixaram de ser manuais e passaram a ser executadas apenas através do canal de autoatendimento: “Solicitações de férias, por exemplo, só acontece pelo portal de autoatendimento, disponibilizado em ambiente web e pelo aplicativo, e já é imputada diretamente na folha de pagamento. Não recebemos e-mail e nem telefonema. Isso elimina a digitação dessas informações e torna o fluxo de aprovação de férias mais ágil e confiável”.

Quer saber como o software de RH certo pode ajudar sua empresa a economizar custos e tempo, e garantir a confiabilidade de que seu negócio precisa? Clique aqui e saiba mais.