Compartilhe

Tecnologia para a gestão de pessoas como ferramenta de competitividade

Laboratório Teuto conta como as soluções da LG lugar de gente são fundamentais na gestão dos 4.500 colaboradores do maior complexo farmacêutico da América Latina
Gutemberg Rodrigues, Supervisor de Administração de Pessoal no Laboratório Teuto

Investir em tecnologia para a gestão de pessoas é o caminho para modernizar processos. Mas, mais que atualizar a forma como as coisas são feitas, essa estratégia é fundamental para automatizar rotinas, aumentar a produtividade, a transparência, a integração entre colaboradores e ainda cortar custos.

Na verdade, essa revisão ancorada em inovação é um movimento de transformação global, da qual o RH não pode se isentar. É o que destaca Gutemberg Rodrigues, Supervisor de Administração de Pessoal no Laboratório Teuto. “Ela impulsiona todos os setores de atuação e a área de recursos humanos precisa se adaptar constantemente”, pontua.

Tecnologia para a gestão de pessoas e estratégia

Se por um lado esse avanço é inevitável, por outro, o uso da tecnologia para gestão de pessoas é o motor para que o RH abandone a tomada de decisões com base em conceitos subjetivos e passe a oferecer dados cada vez mais confiáveis.

No caso do laboratório, essa confiabilidade foi alcançada por meio das soluções oferecidas pela LG lugar de gente. De acordo com Gutemberg, a parceria iniciada em 1998 permitiu que o RH da empresa desse um importante passo adiante.

“A área de recursos humanos está em constante mutação. A parceria foi fundamental para essa evolução e ajudou o Teuto a se preparar cada vez mais para o mundo digital”, afirma.

Para ele, foi esse movimento, iniciado pela adoção da tecnologia para gestão de pessoas, que definiu a área como realmente estratégica dentro da organização que conta hoje com 4.500 colaboradores no parque farmacêutico mais completo da América Latina.

“A LG dispõe de soluções de tecnologia que tornam o RH digital, automatizando as rotinas dos subsistemas de recursos humanos, como folha de pagamento, treinamentos e gestão eletrônica de ponto. Isso ajuda também no processamento dos dados e consequentemente na análise das informações processadas do capital humano, melhorando a tomada de decisão”, ressalta.

O valor do capital humano e dos dados

Uma vez incorporada à gestão, a tecnologia acaba reforçando o valor das pessoas que fazem com que a empresa chegue até os objetivos e resultados que desenhou lá atrás.

“Dados desorganizados complicam a vida das companhias na hora de criar planos ou tomar decisões mais assertivas. No meu entendimento, a coisa mais importante em uma empresa é o capital humano. Em segundo lugar, são os dados que a organização possui e como eles são tratados para gerar informações poderosas que possibilitam tomar as melhores decisões alinhadas às estratégias”, destaca Gutemberg.

Cada necessidade atendida

O investimento em uma nova tecnologia traz consigo uma dose de receio do desconhecido. Contudo, Gutemberg afirma que a experiência com as soluções oferecidas pela LG lugar de gente foi acompanhada do sentimento de liberdade.

“Um dos diferenciais da LG é que nós, usuários, temos total autonomia para tirar dados do sistema por meio de comandos dentro da própria aplicação e/ou da ferramenta chamada reports”, conta.

Para ele, esse formato intuitivo se deve ao fato de a LG ser uma empresa de tecnologia focada em soluções para gestão de pessoas por meio da otimização de processos para a área de RH.

Com isso, o resultado é a oferta de ferramentas que respondem às necessidades da área, por mais específicas que sejam. “Além de retirar os dados de uma maneira intuitiva, você ainda consegue tratá-los dentro da própria aplicação, trazendo assim a possibilidade de automatização dos processos, além de mais segurança e confiabilidade”, completa.

Evoluir ou deixar de existir

Por fim, Gutemberg Rodrigues alerta que investir em tecnologia para a gestão de pessoas não se trata apenas de uma opção para melhorar resultados, mas sim de uma obrigação para acompanhar o mercado.

“As empresas, assim como os RHs, que tiverem receio em investir em tecnologia literalmente pararão no tempo. E parar no tempo em um mundo globalizado é suicídio empresarial. Investir em tecnologia passou a ser algo obrigatório e não mais um item de luxo”, conclui.

E para complementar o time de tecnologia para gestão de pessoas, recrutamos a LiGia bot, a assistente digital que integra a plataforma de Inteligência Artificial da LG lugar de gente. Conheça mais sobre ela aqui.

Picture of Rômulo Santos

Rômulo Santos

Newsletter Huma

Cadastre-se e receba

nosso conteúdo exclusivo

Você está fornecendo o seu consentimento para a LG lugar de gente para que possamos enviar comunicações de marketing. Você pode revogar o seu consentimento a qualquer momento. Para mais informações, consulte nossa Política de Privacidade.