fbpx

Desenvolvimento de pessoas como peça principal na busca de resultados

Data 17/10/2017
desenvolvimento de pessoas

Como são trabalhados os talentos dos seus colaboradores? Você investe no desenvolvimento de pessoas dentro da sua empresa? Qualificar as equipes em momentos desafiadores do mercado com o objetivo de ganhar desempenho e ter um time mais competitivo tem sido uma crescente preocupação das companhias. É o que aponta o levantamento “O Panorama do Desenvolvimento no Brasil: Fatos, Indicadores, Tendências e Análises”, realizado em 2016 com 502 empresas. Segundo o estudo, a média de investimento anual em capacitação por colaborador foi de R$ 624. Um aumento de 24% comparado ao ano de 2015.

Mas, afinal, investir no desenvolvimento de pessoas pode ser considerada uma estratégia de negócio? Para falar sobre o tema, a LG lugar de gente conversou com Bernardo Leite, especialista em comportamento organizacional e Sócio-Diretor da “Bernardo Leite Consultoria Empresarial” e da “RH Estratégia – Recrutamento e Seleção”, confira o que ele diz:

Conhecimento como diferencial competitivo

desenvolvimento de pessoas

Bernardo afirma que o investimento no capital humano é essencial para que as empresas alcancem seus objetivos. “Não há outro caminho. Nas ações estratégicas, o acesso à tecnologia e ao mercado só pode ocorrer por meio das pessoas. Isso quer dizer que não existe outra forma de atingir os resultados que não sejam por meio delas. Hoje, o que diferencia uma organização das outras é o conhecimento e toda e qualquer inovação dentro das companhias irá ocorrer por meio dos colaboradores”, destaca.

O especialista acredita que o atual cenário econômico do país está trazendo mudanças para o RH e que as dificuldades são uma oportunidade para que a área apresente novas respostas e posicionamentos. “O momento exige maior objetividade e foco. Uma atuação mais pautada por indicadores e acompanhamentos podem trazer excelentes resultados. E, paralelamente, deve ser feito um questionamento constante sobre os objetivos. É hora de agir com criatividade e buscar mais alternativas. Precisamos recriar o futuro agindo hoje”, comenta Bernardo.

Segundo ele, o treinamento nas organizações precisa ter troca de opinião, experiência e ideias. “Cada colaborador deve participar como protagonista do seu processo de desenvolvimento. Esse é um processo conjunto entre empresa e empregado”. Bernardo considera ainda que a maior proximidade dos profissionais com a formação e a informação determinará um novo perfil padrão dos profissionais. “Eles desejarão (e já é uma realidade) ter maior participação nas decisões e análises que farão diferença nos resultados do negócio. Serão outros níveis de relacionamento”, garante.

O papel do RH e dos líderes

Um passo importante para que o RH alcance bons resultados com o desenvolvimento de pessoas, segundo Bernardo, é aceitar e tornar realidade que o verdadeiro gestor do capital humano é o líder de cada área. “O profissional de recursos humanos deve capacitar as lideranças da empresa para que possam cumprir essa missão com êxito”, ressalta.

O especialista afirma ainda que outro ponto importante no trabalho do RH é conseguir comprovar os resultados das ações. “Indicadores, acompanhamentos, gráficos, mensuração dos resultados, tornam-se cada vez mais determinantes para que o profissional assuma o protagonismo de suas atuações”.

Para que sejam profissionais de RH bem-sucedidos e auxiliem no desenvolvimento de pessoas, Bernardo recomenda: “Invistam no relacionamento interno da organização com outros gestores e em todos os níveis. E, finalmente, tenham maior contato com o negócio e com os resultados em geral. RH é uma área de resultados!”, finaliza.

Quer saber mais sobre os desafios que estão movimentando a área de RH? Conversamos com diversos especialistas e reunimos tudo em ebook para você. Clique aqui e confira “O que pensam os grandes líderes de RH do Brasil”.

Compartilhe:
Comentários