Como melhorar o desempenho das equipes com a gestão contínua de pessoas?

Data 07/05/2019
gestão contínua de pessoas

Em 2019, enquanto o mundo segue sua transição para uma era digital, a transformação e o crescimento de negócios passam obrigatoriamente pelo incremento da experiência do funcionário e da gestão contínua de pessoas. Ao lado do fortalecimento de lideranças e da construção de habilidades e competências cruciais para as organizações, a melhoria na interação entre funcionário e trabalho é um dos pilares para o desenvolvimento atual, conforme apurou o estudo Future of HR Survey, realizado pelo Gartner em 2019.

Depois de ouvir 843 líderes de recursos humanos ao redor do mundo, os pesquisadores notaram que essas iniciativas são prioritárias para lidar com as novas tendências da força de trabalho motivadas pelo surgimento do mundo VUCA (volátil, incerto, complexo e ambíguo), dos avanços tecnológicos e da presença cada vez maior da geração Z no mercado de trabalho.

Dentre os desafios do cenário atual estão, por exemplo, as mudanças sociais e políticas e o envolvimento cada vez menor do trabalhador com a empresa, seus valores e missão. De acordo com a pesquisa Global Talent Monitor, que ouviu mais de 22 mil indivíduos de 40 países em 2018, no primeiro quadrimestre do ano passado, apenas 32,4% dos entrevistados pretendia continuar na posição atual e 8% da força de trabalho global demonstrou engajamento elevado.

Desenvolvimento em pauta

Os levantamentos apontam que mudar esse panorama requer o desenvolvimento de funcionários em diversas posições, de forma a minimizar os impactos de um ambiente de trabalho em constante evolução. Para isso, faz-se cada vez mais necessária uma gestão contínua de pessoas, em que entram feedbacks regulares, com base na atuação real do colaborador, suportada por tecnologias modernas.

gestão contínua de pessoas

A maior parte dos líderes de recursos humanos ao redor do mundo reconhece que é necessário abordar a cultura e valores da força de trabalho para fazer com que a experiência profissional seja compatível com o universo do funcionário fora do ambiente de trabalho. Segundo afirma o Vice-Presidente do Grupo Gartner, Brian Kopp, apoiar o que o trabalhador valoriza, além daquilo que ele precisa, é capaz de melhorar seu desempenho em 20%.

Assim, torna-se crucial investir em tecnologias que permitam identificar a capacidade dos colaboradores, seus desejos e em que direção eles querem se desenvolver. Com isso, é possível projetar oportunidades que melhor atendam às necessidades tanto do indivíduo quanto da companhia.

Um obstáculo à gestão contínua de pessoas

O que ainda impede a implantação de uma gestão contínua de pessoas eficaz e capaz de estabelecer uma relação sinérgica entre empresa e força de trabalho? Segundo o Vice-Presidente da LG lugar de gente, Felipe Azevedo, no modelo tradicional, muitos gestores não eram reconhecidos como parte fundamental do processo de avaliação e formação.

De fato, a pesquisa do Gartner aponta os gestores, que não são capazes de desenvolver seus funcionários, como o principal gargalo no estabelecimento de um ambiente de trabalho próspero. “Profissionais de gestão são peças-chave para o sucesso dessa empreitada e precisam passar por capacitação para atuarem mais como coaches de suas equipes, dando (e também recebendo) feedback frequentemente. O foco é trazer o desenvolvimento dos colaboradores, com olhar para o futuro e descartar qualquer julgamento. Estamos na era da gestão de times”, pontua Felipe.

Conexão total no ambiente de trabalho

E se a digitalização do mercado de trabalho é um desafio para muitas empresas, essa mesma corrente também pode ser uma aliada. Já é possível utilizar dispositivos móveis para dar e receber feedbacks individuais e coletivos de reconhecimento e desenvolvimento comportamental, de desempenho e também profissional a qualquer momento. Esse tipo de aplicação é totalmente complementar aos modelos tradicionais de avaliação de desempenho, que são realizados anualmente.

A LG lugar de gente, por exemplo, oferece um aplicativo para promover a cultura de feedback contínuo em tempo real. Nele, os colaboradores podem compartilhar seus sentimentos de forma pública, restrita ou anônima, além de solicitar feedbacks para outros colaboradores, gestores, clientes e até fornecedores.

Esse nível de interação vai além da possibilidade de atribuir uma nota ao final do processo avaliativo, permitindo o mapeamento de habilidades, conhecimentos e atitudes na percepção de todos da empresa e também fora dela. A partir daí é possível desenhar a melhor estratégia para encarar os desafios do mercado de trabalho.

“Utilizar o app de feedback é importante para gerar engajamento e apoiar a transformação cultural e digital, além de gerar informações muito ricas para ações através de People Analitycs”, finaliza Azevedo.

Sua empresa deseja implantar o modelo de gestão contínua de pessoas, mas não sabe que ferramenta utilizar? Quer gerar mais engajamento, mas tem dificuldade de promover o desenvolvimento em tempo real? Conheça o aplicativo Feedback Gen.te, que permite uma nova forma de abordagem da gestão de desempenho. Clique aqui, para conhecer.