Inteligência Artificial: por que ela vai revolucionar o negócio da sua empresa?

Data 15/01/2018
inteligência artificial

Quando se fala em Inteligência Artificial (IA) é comum vermos dois posicionamentos no meio corporativo. No primeiro, vemos aquelas pessoas que acreditam que a tecnologia vai acabar com os empregos e, em uma segunda vertente, aquelas que acham que essa realidade é algo distante da maioria das empresas. Segundo recente estudo divulgado pelo Gartner, líder mundial em pesquisa e aconselhamento em tecnologia, ambos os pensamentos estão equivocados.

De acordo com o Gartner, a Inteligência Artificial criará mais empregos do que eliminará. A pesquisa aponta que, a partir de 2020, a criação de vagas relacionadas à Inteligência Artificial passará por uma transformação positiva, chegando a 2 milhões de novos postos de trabalho em 2025. Os setores mais beneficiados, segundo o estudo, serão saúde, governo e educação. Por outro lado, os trabalhadores ligados às empresas de manufatura serão atingidos fortemente.

inteligência artificial

Em nota, Svetlana Sicular, Vice-Presidente de pesquisas do Gartner, afirma que a Inteligência Artificial melhorará a produtividade de muitos empregos. “Muitas inovações significativas no passado foram associadas a um período de transição de perda de emprego temporário, seguido de recuperação. Então, a transformação de negócios e a AI provavelmente seguirão essa rota. A Inteligência Artificial melhorará a produtividade de muitos empregos, eliminando milhões de posições de nível médio e baixo, mas também criará milhões de novas posições de habilidades altamente qualificadas”. Para a executiva, a inteligência artificial não pode ser confundida com automação, pois é uma combinação entre inteligência humana e artificial. “Ambos se complementam”, reforça Svetlana.

Além de contribuir para gerar novas oportunidades de trabalho, o estudo destaca ainda que, em 2021, a estimativa é que o aumento da inteligência artificial gerará US$ 2,9 trilhões em valor comercial e ainda trará uma economia de 6,2 bilhões de horas de produtividade.

Por que investir na Inteligência Artificial?

O levantamento “Modernização de TI: do crítico à transformação digital”, com executivos C-Level no Brasil, realizado em 2017 pela Vanson Bourne, empresa de pesquisa em marketing, confirma as expectativas do Gartner. Os dados apontam que 100% dos entrevistados acreditam que a automação de processos é uma tecnologia fundamental para tornar um negócio digital, sendo que 63% são categóricos em concordar com a nova realidade. Ao mesmo tempo, a maioria das organizações entrevistadas espera implantar a automação de processos nos próximos três anos.

Cristiano Barbieri, Diretor de
Tecnologia e Atendimento
da SulAmérica

Tendência para alguns, realidade para outros. Cristiano Barbieri, Diretor de Tecnologia e Atendimento da SulAmérica, explica que há dois anos a companhia avançou em sua transformação digital. “Hoje, podemos afirmar que estamos maduros para aplicar ferramentas tecnológicas inteligentes no setor de seguros. Temos concentrado nossos esforços na criação de produtos e serviços que agregam valor ao cliente e melhoram sua experiência. Para isso, experimentamos e aplicamos o que há de mais moderno em tecnologia, incluindo inteligência artificial”, destaca.

Na SulAmérica, essa tecnologia vem sendo utilizada para aprimorar o atendimento ao cliente e a experiência dele com a marca. “Um case recente nesse sentido é o serviço de reembolso digital de consultas via aplicativo SulAmérica Saúde. A solução utiliza machine learning para reconhecer um pedido de reembolso, por meio de uma foto do recibo médico, que o segurado pode fazer com a câmera do próprio smartphone”, comenta Cristiano.

Quem pode se beneficiar da IA?

RH, Financeiro, Jurídico, Comercial, Marketing e TI, são apenas algumas das áreas que podem crescer muito com a Inteligência Artificial. Cristiano reforça que o mais importante é o mindset das pessoas e da organização. “É essencial estudar em profundidade a tecnologia, mas também é importante entender a estratégia de negócio e o foco do cliente. Só assim, é possível desenhar as soluções mais adequadas e construir uma cultura interna de experimentação e colaboração que favoreça a inovação”, pontua.

De que forma esses departamentos podem utilizar a Inteligência Artificial para melhorar seus resultados? Segundo o estudo “Como a Inteligência Artificial pode acelerar o crescimento da América do Sul”, produzido pela Accenture, três áreas podem desenvolver exponencialmente com essa tecnologia. Confira abaixo quais são:

1 –  Automação Inteligente

O primeiro recurso citado no estudo é a capacidade de automatizar as mais variadas e complexas tarefas físicas que exigem adaptabilidade, agilidade e aprendizagem. Pense nas dificuldades e riscos enfrentados por pessoas ao detectar gases perigosos dentro de uma mina, por exemplo. Pesquisadores da Universidade de Engenharia Nacional do Peru (UNI) desenvolveram um robô com quatro rodas que explora minas de forma autônoma para detectar metano, dióxido de carbono e amônia. O robô utiliza sensores para detectar sua localização, e gera rotas a serem utilizadas dentro da mina à medida em que coleta informações sobre os níveis desses gases.

2 – Aumento da mão de obra e do capital

Uma parte significativa do crescimento econômico possibilitado pela IA resulta não da substituição da mão de obra e capital existentes, mas de um aumento de sua capacidade. Por exemplo, a IA possibilita às pessoas focar nas áreas de suas funções que agregam mais valor, como o recrutamento e seleção, no caso do RH. Além disso, a IA aumenta a capacidade da mão de obra complementando as habilidades humanas e oferecendo aos indivíduos novas ferramentas para melhorar a sua inteligência natural.

3 – Difusão da Inovação

Um dos benefícios menos discutidos da inteligência artificial, mas também muito relevante, é a sua capacidade de impulsionar inovações à medida que se difunde pela economia. Considere o caso dos veículos autônomos, provavelmente o mais conhecido produto de IA em desenvolvimento até o momento. Como cada inovação gera mais inovação, o impacto dos veículos autônomos nas economias irá se estender muito além da indústria automotiva.

Já deu para perceber que a Inteligência Artificial pode potencializar – e muito – o capital humano de qualquer empresa, independentemente do negócio de atuação. Sem contar que a TI também ganha um papel ainda mais estratégico, já que consegue otimizar muitas atividades e focar em novas soluções para a empresa.

Com informações do site Convergência Digital e da Accenture

Para ficar por dentro de outras tendências de tecnologia, baixe o ebook “Previsões e desafios do setor de TI”. Clique aqui para fazer o download!