Como o RH da OdontoPrev gera inovação para toda a empresa?

Data 26/12/2018
RH inovação

Crescer com agilidade, sem burocracia, transmitindo aos colaboradores sentimento de protagonismo e mantendo o foco no encantamento dos clientes foram grandes desafios para a OdontoPrev em 2018, segundo Rose Gabay, Diretora de Recursos Humanos da companhia. Para conquistar os resultados esperados, foi necessário investir em um RH que gerasse inovação de forma proativa.

RH inovação

Em decorrência dos avanços tecnológicos, Rose comenta que a área está participando de forma muito próxima das iniciativas de transformação digital da empresa. “Seja entendendo e discutindo metodologias, revisando estruturas, criando equipes multidisciplinares ou envolvendo os colaboradores nas decisões de RH”, complementa ela.

Nesse contexto, de acordo com a diretora, a OdontoPrev atua em três frentes relacionadas à Gestão de Pessoas:

1- Evolução dos processos de RH

Rose conta que a área de recursos humanos da OdontoPrev vem desenvolvendo novas formas para garantir agilidade aos processos, permitindo que o colaborador tenha autonomia para acessar informações relevantes. “Temos uma nova plataforma de e-learning, que oferece diversos conteúdos de desenvolvimento profissional e pessoal. Também contamos com uma nova ferramenta de recrutamento e seleção, que possibilita que grande parte do processo seja realizado de forma on-line, visando mais assertividade nas contratações”, ressalta.

2- RH conectado às expectativas dos colaboradores

Rose Gabay, Diretora de RH da OdontoPrev - inovação

Rose Gabay, Diretora de RH da OdontoPrev

A diretora relata que a OdontoPrev criou grupos de estudos sobre temas de impacto para a vida dos funcionários e os envolveu nas decisões do RH. “Contamos com alto nível de participação de todos os colaboradores. Dentre os temas discutidos estão: melhoria nos benefícios, oportunidades internas de carreira, diversidade e enquetes sobre situações do dia a dia da empresa”, detalha Rose.

Nesse cenário, foi lançado o Odontopitch, projeto em que todos os funcionários são motivados a dar ideias inovadoras dentro dos pilares estratégicos da organização. Rose conta como funciona: “O programa tem um conceito muito importante, no qual as ideias são bottom-up e o direcionamento de execução é top-down. As ideias passam por um primeiro filtro de classificação e as escolhidas são apresentadas em um pitch para uma banca. Assim, as melhores recebem o apoio de um mentor para a implementação.  O diferencial é que, a cada etapa, o colaborador é sempre premiado, seja pelo envio da ideia, pela escolha para o pitch ou pela aprovação para implementação”.

3- RH como agente de transformação do negócio

De acordo com Rose, foram criadas esteiras com metodologia ágil, baseando-se no modelo de Minimum Viable Product (MVP), para desenvolver projetos de evolução digital, com equipes multidisciplinares, que atuam com pesquisa de expectativas e entendimento do perfil de clientes, desenhando e desenvolvendo, a partir daí, a solução digital para cada demanda.

A diretora comenta que os grupos ficam totalmente focados, ocupam o mesmo espaço físico e têm que apresentar entregas a cada 45 dias. “A metodologia e a forma de trabalho geram velocidade, evolução rápida, alta performance e uma cultura de trabalho em equipe de total responsabilidade pelo resultado. Tem sido uma experiência muito relevante para o negócio e para as pessoas, por isso estamos focados em aprender ao máximo a metodologia ágil e implementá-la em várias áreas e processos da organização”, afirma.

Modificando estruturas

Para Rose Gabay, a cultura de inovação digital já mudou a forma de trabalho da OdontoPrev, que adotou dois novos tipos de contratação: home office e o home based. Além disso, ela relata que as mudanças também chegaram ao ambiente físico. “Os colaboradores esperam uma relação de trabalho mais flexível e uma melhor qualidade de vida. Por isso, estamos redesenhando o layout do escritório, onde não haverá mais posições fixas e todos os níveis, até presidência, terão o mesmo padrão de base de trabalho. Entendemos que isso muda completamente a dinâmica das equipes, as áreas e os níveis se misturam, quebram-se as barreiras e os símbolos de hierarquia”, pontua a diretora.

Equipe de RH OdontoPrev RH e inovação

Equipe de RH da OdontoPrev

Investimento que gera resultados

Rose revela que já é possível mensurar bons resultados dos investimentos feitos em tecnologia e pessoas. Segundo ela, o principal indicador é a pesquisa de clima e engajamento anual, que tem evoluído de forma satisfatória. “O índice de participação foi de 92%, mostrando uma disposição maior dos colaboradores para opinar e contribuir”, comenta.

Segundo a diretora, os dados também revelam que itens relacionados à estratégia da empresa, ambiente físico, planejamento e organização do trabalho, liderança e desenvolvimento tiveram resultados melhores em comparação ao ano anterior. “Outro ponto positivo identificado é o maior índice de movimentação interna. As pessoas estão muito mais abertas e dispostas a enfrentar novos desafios, entendendo claramente o cenário de mudanças e contínuo aprendizado”, comemora Rose.

Para encerrar, a diretora lembra que, historicamente, a área de recursos humanos tinha a imagem de um departamento com baixa inovação, fruto de uma legislação trabalhista engessada e de um sistema muito paternalista. “Porém, mesmo que aos poucos, o RH teve que se reinventar e buscar inovação, seja de forma proativa, seja de forma forçada, pois as novas gerações, a complexidade do cenário atual, o ritmo das mudanças e as expectativas do consumidor não permitiram mais esse conservadorismo”, finaliza Rose Gabay.

A experiência da OdontoPrev e outros conteúdos foram compartilhados com exclusividade na 19ª edição da Revista Huma. Cadastre para conferir os materiais e ser avisado quando a próxima publicação estiver no ar.