Compartilhe

Análise de dados no RH: como aplicar efetivamentepasso a passo para aplicá-la

Presente em diferentes setores, a análise de dados também é um processo indispensável no RH. Descubra como colocar em prática no seu departamento!

Segundo a consultoria McKinsey, empresas utilizam análise de dados na tomada de decisões podem ter crescimento de 15% a 25% acima da média. Portanto, no que diz respeito ao universo de gestão de pessoas, a análise de dados no RH é uma importante aliada para impulsionar o gerenciamento eficaz do capital humano.

Neste artigo, discutiremos a relevância estratégica dessa análise e ofereceremos orientações práticas para sua implementação eficaz, principalmente com o apoio da transformação digital. Se você deseja aprimorar processos, aumentar a retenção de talentos e elevar o desempenho da sua organização, este guia é essencial para você!

Definição de Análise de Dados no RH

A análise de dados é o processo de examinar, limpar e transformar dados brutos com o objetivo de extrair informações úteis, formular conclusões e apoiar a tomada de decisão. Esses métodos são fundamentais para uma gestão baseada em evidências, trazendo decisões mais assertivas e resultados sustentáveis.

O principal objetivo da análise de dados é tornar os dados acessíveis e compreensíveis, permitindo que indivíduos e organizações façam escolhas mais informadas e eficientes. No contexto organizacional, isso pode incluir a otimização de operações, a identificação de tendências de mercado, o aumento da satisfação do cliente, e a melhoria no desempenho geral do negócio.

Explorando os tipos de análise de dados

No contexto do RH, os tipos de análise de dados podem ser aplicados para melhorar várias áreas de gestão de pessoas e desempenho organizacional. Conheça cada tipo e como aplicá-los:

Análise descritiva no RH

No RH, isso pode incluir o monitoramento de métricas como taxas de rotatividade, absenteísmo, e horas trabalhadas. Esses dados são cruciais para entender o comportamento da força de trabalho e tomar decisões informadas.

Análise diagnóstica: entendendo as causas

Usada para investigar as causas de questões específicas dentro da organização. Ao entender essas causas, é possível desenvolver intervenções mais direcionadas e eficazes. Por exemplo, se uma empresa observa alta rotatividade em um determinado departamento, a análise diagnóstica pode ajudar a identificar fatores contribuintes, como insatisfação com a liderança ou condições de trabalho inadequadas.

Análise preditiva: antecipando o futuro

Aplicada para prever resultados futuros, como quais funcionários têm maior risco de deixar a empresa. Isso é essencial para estratégias proativas de retenção de talentos.

Análise prescritiva: ações orientadas a dados

No RH, essa análise pode ser usada para formular recomendações sobre como melhorar a satisfação dos funcionários ou otimizar as estratégias de recrutamento e seleção. Implemente essas recomendações para uma gestão de RH mais dinâmica e eficiente.

Essas análises permitem que o departamento não apenas reaja a situações, mas também antecipe e influencie os resultados de forma estratégica, levando a uma gestão de pessoas mais eficaz e alinhada com os objetivos organizacionais.

Passo a passo para colocar em prática a análise de dados no RH

Para implementar a análise de dados no RH, é importante seguir um processo estruturado que permita o uso eficiente de dados para melhorar a tomada de decisões e a gestão de pessoal. Aqui está um passo a passo sobre como colocá-la em prática:

Passo 1: definir objetivos claros

Determine o que você deseja alcançar com a análise de dados. Isso pode incluir melhorar a retenção de funcionários, otimizar processos de recrutamento, aumentar a satisfação no trabalho, entre outros. Ter objetivos claros ajudará a direcionar seus esforços de coleta e análise de dados.

Passo 2: coletar dados relevantes

Identifique quais dados são necessários para atingir seus objetivos. Isso pode incluir informações sobre o histórico de emprego dos funcionários, dados de desempenho, feedback de pesquisas de satisfação, dados demográficos, etc. Garanta que a coleta de dados esteja em conformidade com as leis de privacidade e proteção de dados.

Passo 3: limpar e organizar os dados

Os dados coletados muitas vezes vêm de diferentes fontes e podem ser inconsistentes ou incompletos. Limpe e organize os dados para garantir que sejam precisos e estejam em um formato utilizável para análise. Isso pode envolver remover duplicatas, corrigir erros e padronizar entradas.

Passo 4: analisar os dados

Utilize técnicas estatísticas e ferramentas de análise para explorar os dados. Isso pode incluir análise descritiva para entender as tendências atuais, análise preditiva para prever futuras tendências, e até mesmo análise prescritiva para sugerir ações. Softwares como Excel, R, Python ou plataformas especializadas em análise de RH podem ser utilizados.

Passo 5: interpretar os resultados

Transforme os resultados da análise em insights práticos. Isso envolve entender o que os dados estão dizendo em relação aos objetivos de negócios e como essas informações podem ser aplicadas para melhorar a gestão de RH.

Passo 6: implementar ações baseadas em dados

Desenvolva planos de ação com base nos insights obtidos. Isso pode envolver a alteração de políticas de RH, a implementação de novos programas de treinamento, ajustes em estratégias de recrutamento, entre outros. É importante que essas ações sejam monitoradas e ajustadas conforme necessário.

Passo 7: avaliar e refinar

Regularmente avalie o impacto das ações implementadas. Use dados adicionais para refinar suas análises e melhorar as intervenções. O processo deve ser contínuo e iterativo, adaptando-se às mudanças nas condições de negócios e no ambiente de trabalho.

Ao seguir esses passos, o departamento de RH pode transformar a maneira como gerencia o capital humano, tornando a organização mais eficiente e adaptável às necessidades estratégicas do negócio.

Conheça o Gen.te Pensa – Analytics: uma ferramenta que oferece dashboards intuitivos para análise de dados no RH, permitindo decisões baseadas em dados robustos e não apenas em intuições. Clique aqui e saiba mais!

Picture of Priscila Cruz

Priscila Cruz

Professora de Língua Portuguesa por formação, Analista de SEO por paixão. Atualmente, pós-graduada em Marketing e Growth para aprender a aliar criatividade com crescimento estratégico e acelerado. Acredito que a produção de conteúdo pela internet é o caminho para democratização do acesso ao conhecimento. Por isso, explore comigo as tendências de RH e todo o universo da gestão do capital humano!

Newsletter Huma

Cadastre-se e receba

nosso conteúdo exclusivo

Você está fornecendo o seu consentimento para a LG lugar de gente para que possamos enviar comunicações de marketing. Você pode revogar o seu consentimento a qualquer momento. Para mais informações, consulte nossa Política de Privacidade.